quinta-feira, 8 de abril de 2010

O grupo dos 3.Nova jornada.

Desta vez os vinhos foram da responsabilidade do João Quintela que escolheu o Restaurante do Corte Inglês.É um espaço recomendavel, com uma boa lista de vinhos,bons copos e bom serviço.Fica no 7º andar e tem uma vista espectacular.O que se pode exigir mais?
Começámos com o Riesling 2005 dos Projectos Niepoort.Citrinos presentes,madeira discreta,boa acidez,mas umas notas desagradaveis na boca (petróleo?) a desequilibrarem o conjunto(Nota 15).Seguiu-se-lhe um tinto pujante,com aromas intensos e florais,taninos ainda algo agressivos a pedirem tempo de garrafa,uma boa acidez e um longo final de boca.Era o Qtª dos Roques Touriga Nacional 2005 que ostentava o selo Trophy,obtido num concurso internacional.É seguramente o melhor vinho feito pelo Rui Reguinga.Aconselho vivamente,embora seja dificel de encontrar.
Nota 18,5 com direito a entrar no meu Quadro de Honra,de que falarei mais tarde.
Finalmente,a fechar com chave de ouro,um dos madeiras da minha vida : o Bual 1920,da Blandy,engarrafado em 2006.Aroma intenso a frutos secos,iodo,vinagrinho,final interminável.Nota 18,5 (já fazia parte do meu Quadro de Honra).Grande jornada!
Nota final : todos os vinhos foram provados às cegas,como é norma nos nossos encontros.

Sem comentários:

Enviar um comentário