domingo, 18 de julho de 2010

Impressões de Paris, 2ª parte - Lavinia, o deslumbramento

"Je bois donc je suis" é o lema da Lavinia, presente um pouco por toda a loja.
Não sei se será a melhor loja de vinhos de todo o mundo, mas foi para mim um deslumbramento. Já conhecia a de Madrid, mas esta está noutra dimensão.E mesmo para quem já teve uma loja de referência, sente-se pequenino.
Fica no nº3 do Boulevard Madelaine, bem próxima da Fauchon e do metro. Impressiona pelo espaço (3 pisos), pela decoração, disposição dos produtos, conforto (toda climatizada), atendimento (um dos muitos empregados é uma japonesa, para atender a clientela oriental), organização (espaço para prova de vinhos, expositores por regiões francesas e países, acessórios e até um restaurante de classe no seu interior que, infelizmente, não tive a ocasião de frequentar). As grandes marcas de acessórios para o serviço do vinho estão bem presentes (Riedel, Screwpull, Eurocave, Le Nez du Vin, L'Atelier du Vin,...).
Entre vinhos franceses (a maioria) e do resto do mundo são 6500 referências! E como estamos de vinhos portugueses? Mal! No espaço para prova de vinhos, apenas 1 de mesa, o Solar do Prado, uma marca de 2ª ou 3ª linha, e meia dúzia de vinhos do Porto pouco apelativos. Quanto ao expositor dedicado a Portugal a situação melhora, com 9 vinhos de mesa ( 3 são da Niepoort, Charme 08 a 79€, Redoma 07 a 43€ e Redoma 09 Branco a 23€ ), 12 de Porto (destaque para a Ramos Pinto e Smithwoodhouse) e 1 Madeira.
Obrigatório visitar por quem for a Paris!

Sem comentários:

Enviar um comentário