quinta-feira, 15 de julho de 2010

O Francisco não merecia isto !

Ou seja, o Francisco Albuquerque, um dos enólogos mais prestigiados de todo o mundo, correu o sério risco de ter ficado a apresentar 8 vinhos da Blandy para 5 pessoas (o António Saramago e família). Não fora a militância do antigo núcleo duro das Coisas do Arco do Vinho, que compareceu com 13 pessoas (mais de 70% dos participantes !), teria sido um grande fiasco. Lamenta-se que este evento não tivesse atraido os enófilos que normalmente militam nos foruns de discussão, nem os próprios profissionais. Divulgação insuficiente?
A apresentação e prova de vinhos da Madeira, seguida de jantar, decorreu no Clube de Jornalistas e foi organizada pela Quinta Wine Guide, na pessoa do Rui Lourenço Pereira.
Impressões telegráficas sobre os vinhos provados :
.Malvasia Harvest 04 - muito doce, simples, gordo, pouca acidez, final curto, vinho para principiantes. Nota 15.
.Sercial Colheita 01 - casca de laranja, muita secura, acidez elevada, óptimo para fazer o corte no palato entre pratos. Nota 15,5+.
.Verdelho Colheita 00 - complexidade aromática, boa acidez, elegância, profundidade. Nota 17+.
.Malvazia Colheita 92 - complexo no nariz, iodo, notas de caril, fresco, contido na doçura, final longo. Nota 17,5.
.Bual Colheita 91 - complexo, iodo, muito fresco, secura na fronteira com a verdelho, bom final de boca. Nota 17,5.
.Bual 80 (engarrafado em 2009) - frutos secos, notas de mel, doçura na fronteira com a malvasia, iodo, vinagrinho, excelente acidez, final longo. Nota 18.
.Terrantez 76 (engarrafado em 1997) - muito mineral, grande elegância, complexidade, iodo, secura na boca, boa acidez. Nota 18.
.Bual 68 (engarrafado em 2004) - o mais complexo da gama apresentada, muito concentrado, iodo, vinagrinho, final interminável. Nota 18,5.
Seguiu-se um jantar de especialidades regionais, mas pouco genuinas segundo a opinião dos 3 madeirenses presentes. Acompanharam 2 vinhos daquela região :
.1ª Paixão Verdelho 09 - muito tropical, bom volume de boca, mas um furo abaixo do 2008 (um tempo de garrafa só lhe fará bem). Nota 16.
.Terras do Avô 08 - 60% de T.Nacional e 20% de Merlot, frutado, fresco, corpo mediano, final curto, demasiado simples. Nota 14,5.
Logística impecável que envolveu mais de 200 copos. Bom serviço de vinhos, a cargo da excelente profissional que é a escanção Teresa Gomes.

Sem comentários:

Enviar um comentário