segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Cozinha Velha revisitada

A qualidade gastronómica do bufete e o serviço, muito profissional, continuam em alta. Desta vez nem sequer foi necessário pedir bons copos. O empregado tinha boa memória e pô-los, de imediato, na mesa.
Levei um branco, o Altas Quintas 2008, para mim o vinho mais interessante deste produtor. Ligeira oxidação a dar-lhe complexidade, alguma fruta madura, notas tropicais, untuoso na boca, excelente acidez, bom final de boca. Um vinho com personalidade. Nota 17 (noutras situações 17/17).
E já que estou numa de brancos, bebi, recentemente e em família, 2 CARM 09 (Códega do Larinho e Rabigato), ambos de qualidade mas este último mais interessante, Herdade dos Grous 08 e o surpreendente Adega de Vila Real Reserva 08. Este com alguma exuberância e complexidade aromática, notas de citrinos, boa acidez, equilibrado e fresco, alguma persistência final e, sobretudo uma imbativel relação preço/qualidade. Notas 16/ 16,5/ 15,5+/ 16,5 respectivamente.

Sem comentários:

Enviar um comentário