quarta-feira, 25 de agosto de 2010

E já lá vão mais de 100 anos

Desde que foi organizado em 1909, pela Sociedade Propaganda de Portugal, o 1º Curso de Formação Profissional para empregados de hotel, com uma duração teórica de 6 meses, acrescida de outros tantos de prática. É curioso saber, há distância de 100 anos, que disciplinas eram ministradas (respeitei a ortografia da época) e em quantas horas semanais (a indicar entre parêntesis).
1ª Francez (7,5)
2ª Inglez (4,5)
3ª Calligraphia e Dactylographia (2)
4ª Serviço de Informações (entenda-se locais de interesse turístico, monumentos, termas, praias, alojamentos, transportes e respectivos horários, tarifas postais, etc) (2)
5ª Víveres e Culinária (6)
6ª Serviço de Hotel (6)
Esta curiosa informação pode ser vista no decorrer da exposição VIAJAR Viajantes e Turistas à Descoberta de Portugal, patente num dos Torreões do Terreiro do Paço, e integrada nas Comemorações do Centenário da Implantação da República. No outro Torreão pode ser visto CORPO Estado, Medicina e Sociedade no Tempo da I República. A exposição principal Viva a República! 1910-2010 encontra-se na Cordoaria. São ainda visitáveis as exposições POVO-PEOPLE no Museu da Electricidade e O Jogo da Política Moderna (Desenho Humorístico e Caricatura na I República) nos Paços do Conselho. Estão todas muito bem organizadas, são didáticas e recomenda-se a sua visita.
Voltando à formação dos empregados de hotel, constatamos que nas 24 horas semanais, nem 1 minuto se dedicava aos vinhos e seu serviço. Imagino que houvesse pouco conhecimento vitivinícola e que o serviço de vinhos fosse um desastre. Mas, decorridos 100 anos como estamos? Continuamos mal : os profissionais da restauração, salvo algumas honrosas excepções, têm pouca ou nenhuma formação e não cumprem os mínimos no serviço de vinhos. Os responsáveis não investem e ter um escanção é um verdadeiro luxo!

Sem comentários:

Enviar um comentário