segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O vinho os une.550 anos os separam.

No Museu Nacional de Arte Antiga, no âmbito da exposiçao " Primitivos Portugueses 1450-1550; O Século de Nuno Gonçalves", pode ser apreciado o quadro "Retrato do Homem do Copo de Vinho" de autor desconhecido e datado de 1460, pertencente ao Museu do Louvre. Conotado desde sempre com a escola francesa, passou a partir de determinada altura a ser atribuido a Nuno Gonçalves, o que muito nos honra. Observando o quadro constatamos que o copo é tipo copo de água, sem pé (nada de Riedel nem de Schott!), e tinha por perto um naco de pão e uma fatia de queijo curado (seria terrincho?).
550 anos depois, no inesquecível espectáculo "Final de Rascunho", na Culturgest, deparamos com o nosso Sérgio Godinho, entre músicas e canções, de copo de tinto na mão, mas sem pão nem queijo.
Um belo quadro e um grande espectáculo, com o vinho em pano de fundo!

Sem comentários:

Enviar um comentário