quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Grupo de Prova dos 3 (10ª sessão)

Os vinhos eram da minha garrafeira e o restaurante escolhido foi o Xico's, um dos meus preferidos em Lisboa. A proposta de ementa e o serviço de vinhos foram da responsabilidade do Tiago que desempenhou muito bem o seu papel.
Com uns belíssimos Mexilhões à Leon de Bruxelles, bebeu-se o branco Paço dos Cunhas de Santar Vinha do Contador 09 - aroma intenso e complexo, acidez muito boa, mineral, notas de fumo dadas pela madeira que não marca o vinho, boca poderosa, bom final. Nota 17,5+, a entrar no meu Quadro de Honra.
Com um Magret de pato e umas excelentes batatas coradas na sua gordura, foi provado o 1º tinto, Qtª de Bágeiras Garrafeira 05 - algo mineral, azeitonado, acidez q.b., gastronómico, taninos presentes, final longo. Demasiado rústico não ligou bem com o pato. Nota 16,5 (noutras situações 15/17).
O Entrecôte reforçado com queijo da Serra (este prato não convenceu, pois o queijo não trouxe valor acrescentado, só o prejudicou), foi acompanhado pelo 2º tinto, Qtª Macedos 05 - aroma intenso,frutos vermelhos, especiado, notas metálicas, boa acidez, potente na boca, final longo, menos bruto que os irmãos mais velhos e com alguma elegância. Aguenta bem mais 7/8 anos. Nota 18+.
Finalmente, com um Crumble de maçã foi servido um incrível Moscatel de Setúbal da JMF, o Superior 62 - côr carregada, citrinos, notas de mel, taninos bem presentes, gordo na boca, excelente acidez a equilibrar o conjunto, final muito longo. Uma delícia a fechar da melhor maneira esta prova. Nota 18,5+, a entrar também no meu Quadro de Honra.
Mais uma grande jornada, quase a fechar o ano.

Sem comentários:

Enviar um comentário