segunda-feira, 21 de março de 2011

Almoço no deCastro Elias

Uma boa aposta do Miguel Castro e Silva. Ambiente simpático, decoração minimal, amesadação simples e funcional, serviço eficiente. Lista de pratos quentes alargada com umas tantas propostas "para picar", deveras imaginativas, um pouco ao estilo da Tasca da Esquina. Comeu-se caldo de galinha com cogumelos, ovos de codorniz com chouriço, açorda de bacalhau com ameijoas (divinal) e alheira de caça com grelos. Prefiro bem mais este espaço e esta gastronomia ao badalado e pretensioso Largo. Gostos!
A componente Vinhos é que não está à altura da gastronomia, o que se lamenta. A começar pela lista dos ditos sem datas de colheita. Imperdoável! Além desta omissão, a lista é curta e os preços não são muito simpáticos. A oferta de vinhos a copo é razoável e a quantidade servida (15 dl) é francamente generosa. Os copos são bons, mas o vinho é servido à temperatura ambiente. Ó Miguel, tem que corrigir estas falhas urgentemente!
Bebeu-se o tinto CARM lote Miguel Castro e Silva 08 (à semelhança do que nós fizemos com o BOCA), com um preço ajustado. Neste momento não está muito complexo, mas mostrou-se com uma fruta exuberante, bom volume e bom final de boca. Nota 16,5.

Sem comentários:

Enviar um comentário