sexta-feira, 13 de maio de 2011

Mais bufetes em Lisboa

Lamentavelmente, devido a problemas com o blogger, as crónicas escritas na 3ª feira desapareceram. Ainda consegui recuperar parcialmente a do D'Oliva, mas a dos bufetes desapareceu sem deixar rasto. Vou ter que a reescrever, com os riscos inerentes.
1. 39 Degraus, no último piso da Cinemateca, com uma esplanada interior. Ambiente simpático e calmo, um oásis no centro de Lisboa.
Paga-se 12,50 €, com direito a sopa, saladas e pratos frios, um prato quente, sobremesa e café. Bebidas à parte.
Quanto a vinhos, uma autêntica desgraça. Meia dúzia de marcas desinteressantes, copos e serviço a condizer.
Uma mais valia : assistir a uma sessão clássica por 2,50 € (os reformados, com eu, só pagam 2 €).
2. Pérola, o restaurante da residencial com o mesmo nome, em frente ao Coliseu.
O custo do bufete é de 10,95 com direito a sopa, entradas frias, pratos quentes, sobremesa, bebida e café. Uma pechincha.
Bom serviço, eficiente e simpático. Uma mais valia, pode também comer-se peixe grelhado, no momento. E uma menos valia, falta inspiração na cozinha.
Lista de vinhos imaginativa, com uma oferta razoável a copo. Bons preços.
3. 1º Direito, pertencente ao Grupo Desportivo de Direito e junto ao campo de raguebi, no Parque de Monsanto, próximo de Pina Manique. Ambiente bucólico.
Por 14 € só se tem direito aos frios (poucos) e aos quentes. Couvert, sobremesa, bebidas e café são pagos à parte. Uma vez por semana o bufete é de cozido, com uma oferta abundante e produtos de qualidade.
A oferta de vinhos é fraca, mas estão a fazer um esforço para melhorar. Copos decentes só a pedido (os que estão na mesa são muito fracos).

Sem comentários:

Enviar um comentário