sábado, 21 de maio de 2011

Os vinhos do Raul

Foi a 8ª sessão de prova do grupo 3+4, ou melhor 3+4-2+1, uma autêntica charada matemática. Ou seja, do grupo original estavam os 3 (Juca, João Quintela e eu) e dos 4, apenas 2 (Raul Matos e Paula Costa). O +1 (o convidado) foi o Carlos Jorge, da Wine Company. Os vinhos eram da garrafeira do Raul, que escolheu a Enoteca de Belém, como espaço para o repasto. Gastronomia e serviço de vinhos a brilhar como já nos habituaram.
O Raul perdeu a cabeça e o amor a uma data de euros. Só os 4 tintos em prova custaram quase 1200 euros, o que dá uma média de 300 euros por botelha. Se o FMI vem a saber, estamos todos tramados...Levando a conversa para o sério, são preços estratoesféricos que não justificam o acréscimo de prazer, em relação a muitos vinhos na ordem dos 30/50 €.
O que bebemos, então? Após uma introdução com o espumante Qtª do Rol 08, simpática oferta da casa, vieram para a mesa 2 brancos da colheita de 2005 a acompanhar um belíssimo tártaro de salmão, enquanto que os 4 tintos, de colheitas diferentes, se bateram com uma excelente perna de pato confitada. Com os finalmentes (queijo,doce e fruta) marchou mais uma garrafa de Madeira, inseparável destes eventos. Foi assim :
.Esporão Private Seleccion 05 - tropical, evoluido, ligeiramente oxidado, untuoso, adocicado, alguma acidez, estrutura de boca e bom final. Apesar de tudo, tem evoluido bem, mas está na altura de despachar o que houver na garrafeira. Nota 17 (noutras situações 16+/14,5/16,5+).
.Redoma Reserva 05 - austero, mais floral e fresco, bela acidez, profundidade e bom final de boca. Pode guardar-se mais uns anos. Tem estrutura para isso. Deve ser o branco que mais tenho provado, embora uma ou outra garrafa não tenha estado à altura do esperado. Nota 17,5+ (noutras 17,5/16,5+/16/15,5/16,5/15,5/16,5/17,5/18/17).
.Viña el Pison 04 (Rioja) - notas metálicas, acidez presente, elegância, boa estrutura e final de boca. Nota 17,5+ (100 pontos no Parker).
.Black Pepper Shiraz 98 (Austrália) - ainda exuberante, acidez equilibrada, taninos doces, profundo e longo. Nota 18 (95 pontos na Wine Spectator).
.Vega Sicilia Único 94 (Ribera del Duero) - floral, acidez equilibrada, elegante, corpo e final de boca médios. Já conheceu melhores dias. Nota 17 (98+ no Parker).
.Penfolds Grange 01 (Austrália) - grande complexidade, notas florais, chocolate, tabaco, boa arquitectura de boca, final muito longo. O tinto da noite. Nota 18,5 (98+ no Parker).
.FMA Bual 64 - intensidade aromática, frutos secos, iodo, vinagrinho, elegancia, harmonia, final interminável. Não me canso de beber este Madeira! Nota 18,5+ (noutras 18,5/18,5/18,5/18,5+/17,5/18,5/18,5+/18,5+).
Mais uma grande jornada. Obrigado Raul!

Sem comentários:

Enviar um comentário