sexta-feira, 10 de junho de 2011

Perplexidades (III)

Esta passou-se com um antigo cliente nosso que, por herança familiar, resolveu assumir-se como produtor engarrafador. Mas faltou-lhe humildade e sensibilidade para o negócio.
CENA 1 - Depois de lhe termos comprado o vinho Y a um preço x, viemos a saber que um outro ponto de venda estava a comercializá-lo a um valor inferior a x ! Em consequência, devolvemos- lhe as garrafas ainda não vendidas.
CENA 2 - Num jantar de divulgação de vinhos de um prestigiado produtor, foi também incluido o vinho Y acima referido, o qual nada tinha a haver com aquele evento. A um amigo nosso que estava presente e que questionou a inclusão do vinho Y, foi-lhe respondido que o produtor presente era completamente alheio àquela embaraçosa situação, mas que o dono do vinho Y era amigo do chefe !
CENA 3 - Numa sessão de apresentação do Guia do João Paulo Martins (JPM), cujo ano já não recordo, o vinho Y apareceu entre "Os Melhores do Ano", bem à vista dos convidados, apesar de ter tido uma modesta pontuação.
Perante tão insólita situação chamei a atenção do JPM, que não se tinha apercebido de tal facto. O vinho Y em causa acabou por ser retirado do meio dos vinhos seleccionados, mas não saiu da sala. Acabaram por me confidenciar que o produtor seria amigo de um dos responsáveis por aquele espaço.
E esta, hem ? É preciso ter descaramento !

Sem comentários:

Enviar um comentário