quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ainda o "Prazer na Esplanada"

Na abordagem que fiz a este assunto (ver crónica de 26/6) transcrevi "(...) Saborear um copo de vinho na esplanada é um dos recém-adquiridos prazeres dos lisboetas amigos da boa vida(...)". Faltou-me transcrever que "Fomos em busca dos melhores sítios(...)". Um dos locais seleccionados foi o bistrot "Soul Devotion", situado na Rua 4 de Infantaria, em Campo de Ourique.
Estou em completo desacordo com esta afirmação, pois o "Soul Devotion" não encaixa nesta definição. Nem a esplanada é digna de tal nome, nem o conceito de vinho a copo, tal como o concebo, sequer existe.
Vamos por partes. A esplanada, com 7 mesas (onde cabem apenas 14 pessoas), fica em cima do passeio, que é público, e entalada entre o prédio e os automóveis ali estacionados. Já não falando no trânsito a fluir constantemente. Como um dos melhores locais de Lisboa, estamos conversados!
Quanto aos vinhos para degustar, há de facto uma lista, onde se podem verificar alguns erros crassos, com uma trintena de vinhos a copo e respectivo preço, aliás bem acessível. No entanto, pasmai ó gentes, só tinham 1 disponível (e por especial deferência do chefe, mais 2 ou 3), pois as garrafas das outras referências estam fechadas e não as iam abrir!?!?!?
Conclusão, a evitar absolutamente!

1 comentário:

  1. Nem por um segundo duvido da veracidade das transcrições do jornalista Samuel Alemão nessa reportagem. Portanto podemos concluir que são os responsáveis por esses locais que gostam de dourar a pílula quando falam com a imprensa. Compete aos consumidores pressioná-los para que comecem a cumprir aquilo que anunciam.

    ResponderEliminar