sábado, 13 de agosto de 2011

Jantar no Umai

Um aviso à navegação : não sou militante da cozinha japonesa, hoje tão na moda, e detesto peixe crú. Mas o conceito de cozinha asiática, praticado pelo Paulo Morais no antigo QB em Oeiras, e agora no Umai, na Rua da Cruz dos Poiais em Lisboa, a meias com a Anna Lins, sua mulher, deslumbra-me. Dizem eles que a "Asian Twist é uma interpretação muito particular do que nos atrai na cozinha asiática. No Umai aplicamo-la em pequenos pratos para que a vossa viagem dentro da nossa visão seja o mais completa possível."
Fuji aos menús de degustação, todos eles com pratos de peixe crú, e degustei 4 pratos, com preços entre 5 e 8 € :
.Cornucópia de césamo com caranguejo real
.Espuma de caril indiano com vieiras coradas
.Tempura de caranguejo de casca mole
.Laksa lemak (massa malaia com peixe e marisco em caldo de caril e leite de coco).
Estava tudo uma delícia e a quantidade foi mais do que suficiente. Fiquei de olho em outros tantos pratos e aguardo nova oportunidade para lá voltar.
A sala estava cheia no turno das 20 h e havia marcações para o das 22 h. O serviço foi eficiente (inicialmente a um ritmo alucinante, que abrandou na fase final do jantar) e simpático.
A lista de vinhos, todos datados, está bem seleccionada e os preços são muito decentes. A oferta de vinho a copo é suficiente (2 espumantes, 4 brancos e 4 tintos). A garrafa vem à mesa e o vinho é dado aprovar. Não sei se é habitual, mas foi o próprio Paulo Morais que serviu o vinho em bom copo.
Bebi o Qtª do Ameal Loureiro 2010, que não tem nada do que detesto nos vinhos verdes, o excesso e agressividade da acidez e do gás. Muito aromático, acidez muito equilibrada e muito gastronómico que acompanhou bem a cozinha asiática. Um belo branco, cheio de personalidade. Nota 16,5.
Em conclusão é obrigatório conhecer o Umai e este tipo de gastronomia.

Sem comentários:

Enviar um comentário