quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Grande Reserva

"Grande Reserva - as melhores histórias do vinho portugês" é uma obra da autoria do bloguista João Barbosa (Ed. Oficina do Livro), chegado recentemente ao mercado. Pode ler-se na badana que "Grande Reserva é um livro de histórias, um apanhado de pequenos tesouros, entre fait-divers e curiosidades(...)". O autor entrevistou 43 figuras ligadas de algum modo ao mundo do vinho, o que deu origem a 40 pequenas histórias ou meras curiosidades. Entre outras, destaco a do rótulo criado pela pintora Paula Rego, a pedido da Herdade do Esporão, mostrando uma mãe a dar de beber vinho ao bebé, que foi chumbado pelos burocratas da CVR Alentejo; o facto de o antigo ditador Salazar ter anexado a um cheque enviado ao Hotel do Buçaco, para pagamento de vinhos ali consumidos, um cartão a dizer que tinha achado a conta muito cara; a decisão dos exportadores de Vinho do Porto de só em 2010 autorizarem as mulheres ligadas ao negócio a entrar nas instalações da Feitoria dos Ingleses, situada na zona histórica do Porto. É um livro delicioso que os enófilos deveriam ter nas respectivas bibliotecas.
E já agora, também recomendo o livro "Barca Velha - histórias de um vinho", de Ana Sofia Fonseca (Ed. Bertrand, em Novembro 2004). Imperdível!
Ficam ainda bem na nossa biblioteca, embora pouco ou nada tenham a haver com a nossa realidade:
.Dicionário Sentimental do Vinho, de Bernard Pivot (Ed. Casa das Letras, em Novembro 2007). Tem uma entrada dedicada ao Vinho do Porto.
.Erótica do Vinho, de Jean-Luc Henning (Ed. Campo das Letras, em Julho 2008).
.Um Hedonista na Adega, de Jay McInerney (Ed. Casa das Letras, em Setembro 2008).
.Mondovino, de Jonathan Nossiter (Ed. Sextante Editora,em Setembro 2008). Prefácio de Luis Pato para a edição portuguesa.
Nota : embora com o mesmo nome, o livro nada tem a haver com o filme.
Boas leituras!

1 comentário:

  1. Boa tarde,

    peço desculpa por só agora ter visto o seu texto acerca do meu livro. agradeço muito a divulgação e o texto. espero que tenha gostado de o ler.

    um abraço,
    João Barbosa

    ResponderEliminar