segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Quadro de Honra (QH) dos Vinhos Fortificados

Entraram mais 16 fortificados (2 Portos, 6 Madeiras e 8 Moscateis) para este meu QH. Num total de 74 eleitos, ficaram os Portos e Madeiras empatados cada um com 31 vinhos, correspondendo cada um a 42% do total. De salientar a grande recuperação dos Moscateis, atingindo a quantidade de 12 entrados no QH, ou seja 16% do total. Este acréscimo tem a haver com 2 visitas/provas feitas à José Maria da Fonseca no corrente ano.
Portos
.Os Colheitas (15) e os tawnies de idade (7 com 30 e 40 anos) continuam a ser a minha preferência, atingindo 71% do total nos Portos. Só os Colheitas são quase 50% (48,4%).
Seguem-se os Vintage com 8 e os brancos velhos apenas com 1 referência.
.A Burmester mantém-se no topo (6 referências), seguida da Noval (5) e da Wiese & Krohn (4).
Madeiras
.Nos Madeiras a minha escolha vai para a casta Bual, com 15 referências (48,4% do total), logo seguida pela casta Verdelho, com 7 referências. Estas 2 castas impõem-se com uns expressivos 71% do total.
Seguem-se Sercial, Terrantez e Malvasia, empatados com 3 eleitos cada.
.Quanto a marcas, a Blandy está presente em quase 50% dos vinhos que elegi (rigorosamente 48,4%).
Moscateis
São 12, todos da José Maria da Fonseca. Ao Trilogia e Moscateis Roxo de 1900, 60 e 71, vieram juntar-se algumas das raridades provadas no decorrer deste ano (52, 55, 62, 67, e 73, para além dos Alambre e Roxo 20 Anos e Bastardinho 30 Anos)

Sem comentários:

Enviar um comentário