quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Lembrando o 10º aniversário das Coisas do Arco do Vinho (1ª parte)

Teria sido mais oportuno ter escrito esta crónica precisamente no dia 27 de Setembro, data da inauguração das CAV. Mas não consegui, pois estava de partida para  Douro, a convite da Qtª do Crasto, como já relatei. Mas, como mais vale tarde do que nunca, irei lembrar as comemorações do 10º aniversário da loja, que tiveram algum impacto no mundo do vinho.
Após longas reflexões e troca de opiniões com alguns amigos, acordámos (o Juca e eu):
1.solicitar o apoio do CCB, para a realização de uma exposição de artes plásticas, cujo tema seria a vinha e o vinho (entre outros, lembrámo-nos dos cartazes da Ramos-Pinto e dos rótulos da Herdade do Esporão);
2.organizar um jantar de vinhos, convidando algumas figuras públicas apoiantes do nosso projecto e, ainda, a imprensa especializada e também alguma generalista; por cortesia incluimos o presidente do CCB, dr. António Mega Ferreira, com convidado de honra;
3.solicitar o apoio e presença neste jantar, dos produtores Álvaro de Castro e Dirk Niepoort, amigos desde a 1ª hora;
4."fabricar" um tinto, a partir de vinhos base da colheita de 2004, do produtor CARM, cujo lote final seria da nossa responsabilidade e baptisá-lo de BOCA (anagrama das iniciais dos nossos nomes: Barão/Oliveira/Cunha/Azevedo)
5.organizar uma prova de vinhos, aberta, onde seriam apresentados o BOCA e um lote especial do Hero da Machoca Grande Escolha 2001, engarrafado expressamente para nós, por proposta do produtor (Artur Oliveira) e do enólogo (António Saramago);
6.elaborar uma brochura comemorativa, que seria um balanço das nossas actividades, ao longo de 10 anos, e que incluiria uma série de depoimentos de amigos, produtores e enólogos;
7.convidar o nosso cliente e amigo dr. António Barreto, para escrever  o respectivo prefácio.
Na 2ª parte desta crónica, a publicar na próxima semana, darei notícia de como correram todas estas actividades acima referidas e consequentes alegrias e tristezas, por nós vividas.

1 comentário:

  1. Lembro-me de alguns desses episódios, relatados pelo Francisco e pelo Juca na primeira pessoa.
    Abraço
    Rui

    ResponderEliminar