terça-feira, 13 de novembro de 2012

Encontro com os Vinhos e Sabores (EVS) 2012

À semelhança dos anos anteriores, marquei presença no EVS, onde estive das 12 às 18 h de 2ª feira. Só que este ano a deslocação para o Centro de Congressos foi um sofrimento, graças à senhora Merkel. Com o trânsito altamente condicionado e uma notória falta de transportes colectivos, meti-me a caminho, a pé, só chegando ao meu destino 1 hora depois de ter saído de casa. Ainda por cima os polícias estavam descoordenados e debitaram-me 3 diferentes versões para o melhor acesso. Lá cheguei, mas reconheço que é preciso muita militância para enfrentar estas contrariedades e não ter desistido dos meus intentos.
Mas não me arrependo. Frequentar este evento é mesmo obrigatório para os enófilos, militantes ou não. 197 expositores de Vinhos, 26 de Sabores, 8 de Acessórios e 9 sessões de Provas Especiais é obra. Mais uma vez os meus parabéns à Revista de Vinhos. Aproveitei, como sempre, para matar saudades de inúmeros amigos e conhecidos, fossem produtores, enólogos, antigos clientes ou fornecedores. Perdoem-me a imodéstia, mas as palavras de apreço que ouvi encheram-me o ego e justificaram plenamente a minha ida ao EVS.
Como é fácil de entender só provei uma ínfima parte dos vinhos presentes, umas largas centenas. Mesmo assim, consegui degustar uns 50, que quase me anestesiaram a boca e o nariz. E ficaram uns tantos para trás, porque estavam mal colocados, como foi o caso da José Maria da Fonseca, entre outros. Depois de ter provado Madeiras, Portos e Moscatéis, é praticamente impossivel meter à boca vinhos de mesa/consumo.
Ficaram-me na memória (a ordem é aleatória) os brancos Qtª do Regueiro Blend (um lote dos Avarinhos de 2007, 2008, 2009 e 2010), Porta dos Cavaleiros 85 (grande surpresa), Vinha de Saturno 10, Nostalgia Alvarinho 11, Uniqo Sercial 09 (um vinho muito original produzido pela Companhia das Quintas em Bucelas), Tons de Duorum 11, Altas Quintas 10, Esporão Private Selection 11, Qtª do Pinto Grande Escolha 10, Scala Coeli 10 e Fonte do Ouro Encruzado 11, os tintos Pape 08, Qtª Monte d'Oiro Syrah 24 08, Vinha Saturno 09, Grandes Quintas Reserva 09, CV 10, Herdade das Servas Vinhas Velhas 09, Duorum Vinhas Velhas Reserva 09, Qtª da Casa Amarela Grande Reserva 09, PL/LR 08 (amostra), Altas Quintas Reserva-do 05, Qtª da Leda 09, Esporão Private Selection 08, Três Bagos Grande Escolha 08, Qtª Vale Meão 10, Borges 08 (Dão), Borges 09 (Douro), Kompassus Private Selection 09, Qtª dos Frades Vinhas Velhas 08 e Tributo 10 e, ainda, os fortificados Blandy Bual 69 (amostra), Graham's Colheita 69, Burmester 40 Anos, Calém Colheita 61, Noval Colheita 37 (sublime, ou não fosse o meu ano) e Alambre 20 Anos.
E, para o ano, há mais!  

Sem comentários:

Enviar um comentário