segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Grupo dos 3 (27ª sessão)

Esta última sessão de 2012 desenrolou-se no restaurante principal do Corte Inglês, com vinhos do João Quintela: 2 brancos, 1 tinto e 1 Moscatel do Douro, que foi a grande surpresa da prova. O prato de substância foi peixe no forno (excelentes garoupa e cherne), acolitado por cogumelos de qualidade, sob a batuta do chefe Luis Filipe.
Foram servidos 2 brancos Esporão Private Selection, colheitas de 2010 e 2011, com perfis claramente diferenciados.
 O 2010 mais tropical, fruta mais madura, gordo, alguma estrutura e bom final. Nota 17,5.
Quanto ao 2011, mostrou-se mais floral e mineral, notas fumadas, belíssima acidez, boca e persistências de assinalar. Nota 17,5+.
O tinto, CARM CM 00, não resultou, pois indiciou uma boca algo complicada e presença de rolha no nariz. Azar!
A grande surpresa do repasto foi o Secret Spot, um belíssimo Moscatel do Douro com + de 40 Anos. Mostrou frutos secos, caril, iodo, vinagrinho, boca poderosa e final interminável. Seguramente, de longe, o melhor Moscatel do Douro que já bebi na minha vida. Nota 19.
Acompanhou fatias douradas com gelado de baunilha  frutos vermelhos.
Obrigado, João!

Sem comentários:

Enviar um comentário