sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Revista de Vinhos : 15 anos de prémios (XI)

Hoje, dia de atribuição dos melhores de 2012, esta crónica é dedicada aos vinhos brancos nacionais (espumantes e tranquilos), qualquer que seja a sua origem.
1.Prémios Excelência
a.Espumantes (8)
.Caves da Murganheira - 7 : Vintage 98, 99, 02 e 04, Assemblage 95, Millésime 04, Pinot Blanc 05
.Caves Transmontanas - 1 : Vértice Millésime 07
b.Tranquilos (33)
.Anselmo Mendes - 7 : Alvarinho 05 e 07, Muros de Melgaço Alvarinho 02, 05, 07 e 08, Parcela Única Alvarinho 09 (Vinho Verde)
.Soalheiro - 5 : Alvarinho 02, 1ª Vinhas Alvarinho 06 e 09, Reserva 07 e 08 (Vinho Verde)
Nota - A RV mencionou o Reserva 07 nos prémios de 2008 e 2009. Só pode ser gralha, pelo que assumi ser em 2009, o Reserva 2008
.Global Wines - 5 : Encontro 1 07 (Bairrada), Paço dos Cunhas Vinha do Contador 08 e 10, Four C 09, Condessa de Santar 09 (todos Dão)
.Niepoort - 4 : Redoma Reserva 95, 97, 04 e 05 (Douro)
.Qtª da Romeira - 2 : Prova Régia 95, Morgado Stª Catherina 96 (ambos Bucelas)
.PROVAM - 2 : Portal do Fidalgo Alvarinho 96, Vinha Antiga Alvarinho 97 (Vinho Verde)
.Apenas com 1 : Dona Paterna Alvarinho 00 (Vinho Verde), Encostas dos Castelos Alvarinho 99 (Vinho Verde), Luis Pato Vinha Formal 99 (Bairrada/Beiras), Qtª de Alderiz Alvarinho 00 (Vinho Verde), Esporão Private Selection 01 (Alentejo), Dorado Alvarinho 05 (Vinho Verde), Qtª da Pellada Primus 10 (Dão) e Qtª das Bageiras Garrafeira 09 (Bairrada)
2.Agentes : Enólogos (ENO), Produtores (PRO) e Empresas (EMP)
.1997 - Anselmo Mendes (ENO, a par com o Douro)
.2005 - Caves da Murganheira (EMP)
.2008 - Soalheiro (PRO)
.2010 - Anselmo Mendes (PRO)
Conclusão incontestável:
.A casta Alvarinho conquistou mais de metade das Excelências atribuídas aos brancos tranquilos, 18 em 33. É obra!
.A Murganheira fez, praticamente, o pleno: 7 espumantes em 8.
Chegado ao fim desta maratona, com 11 crónicas publicadas em 3 semanas (a 1ª foi em 26/1), onde foram inventariados e analisados os prémios Excelência e os melhores enólogos, produtores revelação, produtores e empresas, distinguidos pela Revista de Vinhos de 1997  a 2011, posso afirmar : missão cumprida (e comprida)!
Nota final - admito que ainda possa voltar ao assunto, após a divulgação dos prémios de 2012.

Sem comentários:

Enviar um comentário