sexta-feira, 26 de abril de 2013

Grupo dos 3 (29ª sessão)

Esta última sessão foi da responsabilidade do João Quintela, com vinhos da sua garrafeira (2 brancos, 1 tinto e 1 colheita tardia). O espaço escolhido foi, novamente (estivémos lá na sessão anterior), o Jacinto. Gastronomia e, muito especialmente, o serviço de vinhos, continuam em alta.
E os vinhos, provados às cegas, foram:
.Vinha da Bouça Alvarinho 11 (um V.R.Minho da Qtª do Ermízio), da responsabilidade enológica de Virgílio Loureiro - nariz discreto, belíssima acidez, notas frutadas, alguma gordura, elegante e harmonioso, algo estruturado e final de boca extenso; uma boa surpresa, embora a casta, fora do seu "terroir" fique algo descaracterizada. Nota 17,5+.
Acompanhou uma série de pequenas entradas (salada de polvo, salada de camarão, folhado de queijo de cabra gratinado, cogumelos e ovos com farinheira).
.Qtª Monte d' Oiro Madrigal Viognier 11 - nariz muito mais exuberante, mineralidade, mas menos estruturado e final de boca curto; algo desequilibrado. Nota 17.
Fez-lhe companhia um folhado de garoupa.
.Qtª Sequeira Grande Reserva 08 - aroma intenso, frutado, especiado, acidez q.b., concentrado, taninos vigorosos e final de boca doce; prejudicado pelo excesso de teor alcoólico (16% vol), com um perfil nada duriense. Não havia necessidade! Nota 17.
"Maridou" com uma cataplana de lombinhos de vaca.
.Qtª Sequeira Colheita Tardia 10 - presença de citrinos, notas florais, alguma gordura, pastoso e déficite de acidez. Nota 15.
Bebido com leite de creme.
Mais uma boa jornada de convívio, comeres e beberes. Obrigado, João! 

Sem comentários:

Enviar um comentário