sábado, 8 de junho de 2013

Curtas (X)

1.Fialho
Recentemente almocei no Fialho, integrado num grupo de 23 participantes. Para grupo, a gastronomia (uma série de entradas e um prato de carne com umas saborosíssimas migas de espargos) surpreendeu-me pela positiva. Já o mesmo não posso dizer de um dos vinhos e respectivo serviço. O branco, Alento 2012, cumpriu plenamente a sua função, mas o tinto, Commenda Grande 2010, foi um desastre. Além de vir à temperatura ambiente, ou seja, quente, tinha um desagradável "pico". Só que, do grupo, fui o único a devolvê-lo. Falta de massa crítica, ignorância ou timidez?
Fica a má impressão do modo como o Fialho trata os grupos, que também são seus clientes.
2.Jesus é Goês
Continuando a explorar as dicas da TimeOut, fui poisar no Jesus é Goês (R. São José,23), onde experimentei o Mini Burger, que são 4 mini hambúrgueres, à base de "carne de vaca picada, coentros, canela, cravinho, gengibre, açafrão e malagueta", que transmite sabores deveras originais e totalmente diferentes do que estamos habituados.
Quanto a vinhos, a lista limita-se a 1 espumante, 5 brancos e 6 tintos, sendo a copo apenas o da casa (versões branco e tinto). Optei por uma cerveja, mas reparei que numa outra mesa a garrafa foi mostrada ao cliente, mas o vinhos não foi dado a provar.
Não aceita Visa nem sequer MB, o que não é nada simpático.
3.Rubro Avenida
É irmão do outro Rubro, situado no Campo Pequeno. Quem lá encontrei, como responsável pela sala, foi o Tiago Pereira que já conhecia doutras paragens, o Xico's e o Outro Rio. A sua presença é sempre uma mais valia. Ambiente informal, com mesas de madeira para 6 pessoas e bancos corridos, aposta nas tapas e montaditos, uma boa oferta de vinhos e uma selecção da quinzena, a copo. Seviço competente.
Optei pelo Paulo Laureano Bucelas 2011 (4,50 €) - nariz contido, notas florais e algum mineral, estrutura e final discreto. Alguma desilusão, esperava mais. Nota 15.   

Sem comentários:

Enviar um comentário