domingo, 4 de agosto de 2013

Actualização dos meus Quadros de Honra (QH)

À semelhança do que fiz há cerca de 1 ano, dedicarei algumas crónicas à actualização dos meus QH, onde entram os vinhos classificados com 18,5 ou mais, com excepção dos brancos que acedem a partir de 17,5+.
Neste último balanço, referido a 31 de julho, contabilizei 291 vinhos, uma média aproximada de 20 por ano (iniciei os meus registos de provas e classificações em 1997), o que permite traçar o meu perfil de enófilo e definir com algum rigor, as minhas preferências quanto ao tipo de vinho, regiões, anos de colheita e produtores/marcas. É um exercício deveras interessante para quem tenha um registo organizado. Há 1 ano lancei esse desafio aos leitores deste blogue mas, infelizmente, caiu em saco roto.
Dos 291 eleitos (mais 48 do que há 1 ano), 123 são tintos (42,3 % do total do QH), 78 brancos (26,8 %) e 90 fortificados (30,9 %). Destes últimos, 35 são Vinhos do Porto (12 %), 41 Vinhos da Madeira (14,1 %) e 14 Moscatéis (4,8 %).
Em próximas crónicas, detalharei estes números, nomeadamente quanto a tipos de vinho, regiões, anos de colheita, produtores/marcas e, ainda, a listagem dos melhores entre os melhores, ou seja os classificados com 19 (ou 18 para os brancos).

2 comentários:

  1. eu estou a começar este processo... entre algumas humildes pingas que vou provando. excluindo claro o que provo em eventos, porque acho que não é uma prova com toda a tenção, dada a quantidade de vinhos provados normalmente nessas situações. no final do ano espero ter uma bonita lista...

    ResponderEliminar
  2. São boas notícias. Fico a aguardar.

    ResponderEliminar