terça-feira, 15 de outubro de 2013

Taberna do Manelvina: um paraíso para os carníveros

Na povoação Cruzes, algures entre as Caldas da Rainha e a Benedita, situa-se este espaço especialmente dedicado aos carníveros (contactos 262870014/917221062). A sala está focada em dois motivos, touros e touradas por um lado, e, por outro, o vinho de qualidade, com uma parede forrada com tampas de caixas de madeira de diversas origens, todas referentes às gamas alta e média/alta.
  Eu, militante assumido de peixe, fiquei completamente rendido à excelência do que se come nesta taberna. Custa chegar à mesa, tal é a afluência de manducantes nas horas de ponta, mas depois de sentados, o ritmo do serviço é quase frenético.
Ignorada a ementa, entregamo-nos nas mãos do pessoal da taberna, que vão poisando na mesa pão e broa, ainda quentes, salada de tomate com orégãos (o único produto não carnívoro), enchidos (chouriço de carne, morcela de arroz e alheira), entremeada com batatas fritas caseiras, febras (muito macias e bem temperadas) e vitela (talvez a comida menos entusiasmente). No final do repasto, uma simpática oferta de Cascol (vinho abafado) e Agua do Luzo (aguardente).
Quanto ao sector vínico, a carta tem uma selecção surpreendente para este tipo de espaço, copos de qualidade (a pedido) e um armário térmico para tintos. Não bebi vinho. Os amigos que me convidaram não são apreciadores e escolheram uma sangria tinta. Os enófilos que me perdoem...
A concluir, a Taberna do Manelvina é um espaço altamente recomendável, especialmente para os militantes da carne. Só um aspecto menos simpático, é preciso levar dinheiro, pois o restaurante tem o Visa/Multibanco fora de serviço.

Sem comentários:

Enviar um comentário