quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Jantar Sandra T. Silva/Jorge S. Borges e o regresso às origens

Estive presente em mais um jantar vínico organizado pela Garrafeira Néctar das Avenidas. Mas não foi mais um jantar de vinhos. Foi muito mais do que isso: o João Quintela quiz, muito simpaticamente, homenagear os antigos responsáveis pelas Coisas do Arco do Vinho (CAV), o Juca e eu próprio, tendo escolhido apropriadamente A Commenda, o restaurante do CCB. Este espaço tem para nós, uma carga emotiva muito forte, marcando presença nas nossas memórias, pois foi ali que organizámos largas dezenas de jantares, que tiveram a participação dos principais produtores e enólogos e onde foram apresentados os grandes vinhos nacionais.
A cereja em cima do bolo: associaram-se a esta homenagem os produtores/enólogos Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges, o casal mais mediático do mundo do vinho, que tiveram a gentileza de oferecer a cada um de nós uma garrafa autografada de Pintas 2011. Já quando do 10º aniversário das CAV, na brochura comemorativa, disseram de nós: "Parabéns seria a palavra apropriada neste momento; no entanto achamos justo dizer obrigado...obrigado pela dedicação e energia que estes jovens senhores gastam na divulgação dos nossos vinhos; obrigado por terem trazido para o mercado dos vinhos tanta gente anónima; obrigado por apoiarem e acreditarem desde sempre nos projectos dos jovens enólogos. Ir às Coisas do Arco do Vinho significa encontrar dois amigos e dois profissionais...que mais podemos pedir? Até sempre!".
Antes do início do repasto e no âmbito da homenagem, falaram o João Quintela (o mentor da ideia), o Jorge S. Borges e a Paula Costa (enófila militante desde a 1ª hora). O nosso muito obrigado!
O jantar começou com os canapés servidos nas mesas, contra o que é habitual (lapso do restaurante?), acompanhados pelo espumante rosé Qtª das Bageiras. Seguiram-se:
.Passadouro 2012 branco - mineral, acidez no ponto, elegante e descomplicado. Nota 15,5.
Acompanhou uma entrada "flor do mar com com glacé balsâmico".
.Passadouro T. Nacional 2011 - nariz exuberante, notas florais, fresco e elegante, especiado, notas de pimenta e chocolate preto, bom volume e final de boca. Em forma mais 7/8 anos. Nota 18.
Maridou com "mil folhas de bacalhau e a sua broa".
.Qtª da Manoella Vinhas Velhas 2011 -aroma complexo e afirmativo, acidez equilibrada, algumas notas químicas, couro e tabaco, especiado, assinalável volume de boca e final muito longo. É pedofilia bebê-lo agora. Aguenta bem mais 10/11 anos. Nota 18,5.
Fez uma boa parceria com um "naco de novilho em cama de espinafres envolto em sauce rouge"
.Pintas Vintage 2011 - ainda muito fechado, fruta presente, elegante e grande final de boca. Nota 17,5+.
Em resumo, mais um evento memorável, potenciado pela homenagem. Obrigado João pela iniciativa! Obrigado Sandra/Jorge pelo apoio! Obrigado a todos os participantes pela presença!

1 comentário:

  1. O mínimo que eu posso dizer é que assino incondicionalmente o que o Xico escreveu.
    Obrigado João e Paula a quem envio um abraço fraterno e obrigado Jorge e Sandra pela amizade,fazendo o favor de serem realmente nossos AMIGOS,restando-nos retribuir com um muito sincero abraço e votos das maiores FELICIDADES.
    Termino desejando ao João/Sara e à Garrafeira Néctar das Avenidas um futuro risonho.

    ResponderEliminar