sábado, 25 de janeiro de 2014

Vinhos em família (XLVIII)

Mais uns tantos vinhos da minha garrafeira, provados em família ou com amigos, em casa ou em restaurantes que me autorizaram a levá-los. As notas de prova são, como é meu hábito, mais ou menos telegráficas. Ficaram outros tantos para trás, ou porque não tive oportunidade, na altura, de registar as minhas impressões ou porque, simplesmente, não me apeteceu.
.Pai Abel 2010 - uma nova aposta da Qtª das Bageiras, iniciada com a versão de 2009; nariz discreto, fruta madura, boa acidez, alguma gordura, madeira bem casada, volume de boca e final extenso; muito gastronómico, vai aguentar mais alguns anos. De qualquer modo, ligeiramente abaixo das primeiras garrafas provadas (seria a novidade?). Nota 17,5 (noutras situações 18/17,5+).
.Vinha Othon Reserva 2006 - produzido pelo Canto Moniz, o mesmo do Vinha Paz; com base em vinhas velhas estagiou em cascos de carvalho francês; floral, fresco e elegante, notas ténues de chocolate e tabaco, taninos subtis, algum volume e um bom final; tudo isto apesar do ano. Está no ponto para ser bebido. Nota 17,5.
.Qtª do Vallado Reserva 2007 (bebido no Espaço Açores) - estagiou 17 meses em meias pipas de carvalho francês; aroma delicado, acidez equilibrada, elegante e especiado, taninos amaciados pelo tempo, alguma estrutura e final muito longo; muito consistente, ainda está longe da reforma. Nota 17,5+ (noutras 18/17,5/17,5+/17,5/18/18,5).
.Qtª do Vesúvio 2007 (bebido na Enoteca de Belém) - nariz complexo, especiado, notas de pimenta, chocolate e tabaco, acidez q.b., volume de boca e final longo; a beber nos próximos 5/6 anos. Nota 18,5 (noutras 18,5/17,5+).
.Amor de Perdição 2008 (bebido no 1º Direito) - produzido pela Dão Sul, comemorativo do 150º aniversário da publicação da obra com o mesmo nome; garrafa nº 98 de 3102 com um belíssimo rótulo de Maria Antónia Jardim; com base nas castas T. Nacional e Alfrocheiro; notas florais, acentuada frescura, taninos presentes mas não agressivos, apreciável volume e final de boca. Pode ser bebido daqui a 4/5 anos. Nota 17,5+.

Sem comentários:

Enviar um comentário