sábado, 21 de junho de 2014

O 4º aniversário do Assinatura

1.Preâmbulo
Confesso que fiquei deveras surpreendido com o convite, na qualidade de cliente do Assinatura, no âmbito das comemorações do seu 4º aniversário, até porque nunca o frequentei depois da saída do Henrique Mouro, não tendo tido qualquer contacto com os chefes João Sá (substituto do Henrique Mouro) ou o Vítor Areias (o actual).
 Estive presente quando do 2º aniversário, na sequência de uma série de crónicas publicadas neste blogue, referentes a jantares temáticos e eventos vínicos. Dessa comemoração dei notícia em "2 Anos de Assinatura", crónica publicada em 2 partes (1 e 2/7/2012).
Há 2 anos, os convidados do Henrique Mouro estiveram presentes no jantar comemorativo e contaram com a sua presença, embora intermitente, ao longo do repasto. Na comemoração do 4º, os convidados do Vítor Areias não se encontraram, tendo-se dispersado ao longo de alguns jantares e, pelo menos na noite em que estive presente, nem sequer vislumbraram o chefe. Este novo formato, para mim, não fez sentido.
Para quem não saiba, o Vitor Areias tem um curriculo alargado, tendo sido formador na Escola de Hoelaria e Turismo do Estoril, estagiado no badalado Noma e passado pelas cozinhas do 2780 Taberna, Manifesto, 100 Maneiras e Bica do Sapato, entre outras, antes de vir para o Assinatura com o João Sá.
2.O que se comeu e bebeu
Havia um menú de degustação, constituído por 5 momentos (amuse bouche, 3 pequenos pratos e sobremesa) com direito a provar 4 vinhos:
.trio inicial, composto por tremoço esferificado, ovo de codorniz a baixa temperatura e língua de bacalhau com molho pil-pil;
.salada com pasta de queijo de cabra, verduras, cerejas laminadas e molho das mesmas, a ligar muito bem com o branco FP Arinto/Bical 2013;
.bacalhau de meia cura com puré e poejo, a ter por companhia o Vinha do Almo Escolha 2008;
.barriga de leitão com salada de ameijoas e um molho demasiado salgado, a dificultar a ligação com o Qtª Poço do Lobo Reserva 2011 (teria sido melhor um espumante, até da mesma marca);
.creme de chocolate com frutos vermelhos, a maridar bem com o Warre LBV 2013.
3.Epílogo
O chefe Vítor Areias, com a sua cozinha moderna e criativa, consegue manter o prestígio do Assinatura, mas não faz esquecer o Henrique Mouro, que marcou muito este restaurante.
A equipa na sala mostrou competência, eficácia e simpatia. O serviço de vinhos foi francamente de muita qualidade. As garrafas foram mostradas e os vinhos dados a provar. Por duas vezes fiz caretas, embora sem rejeitar o vinho, mas o empregado assumiu que o cliente não ficara totalmente satisfeito e tomou a decisão certa de servir outro vinho. Outros não o fariam.
Obrigado, responsáveis do Assinatura. Longa vida, é o meu sincero voto.

Sem comentários:

Enviar um comentário