quinta-feira, 5 de junho de 2014

O Mercado da Ribeira (reformulado) : os comeres (I)

Em teoria pode comer-se no Mercado da Ribeira infinitamente, tantos são os quiosques dos comeres e partindo do princípio que as ementas vão sendo alteradas ao longo do tempo. Há muito por onde escolher, entre estreias absolutas e chefes consagrados. Pode optar-se pelo Alexandre Silva (Bica do Sapato), Miguel Castro e Silva (DeCastro), Henrique Sá Pessoa (Alma), Marlene Vieira (Avenue) ou Vitor Claro (Claro!). Ou, ainda, experimentar a gastronomia de Croqueteria, Prego da Peixaria, Asian Lab, Pizza a Pezzi, Confraria, Honorato, Sea Me, Café de São Bento, Tratar-ia, Monte Mar, Cozinha da Felicidade, Trincas ou a Marisqueira Azul.
A iniciativa de reformular este espaço e a organização deve-se à revista Time Out, merecedora de todos os encómios. Mais valias: tabuleiros (pormenor que não se encontra no Mercado Campo de Ourique), loiça Vista Alegre em todos os quiosques e limpeza das mesas permanente. Em contrapartida, correntes de ar omnipresentes, um inconveniente para o tempo frio.
É uma aposta ganha, pois a partir das 13 h já é difícil circular. Por outro lado, é um espaço democrático, acessível a todas as idades e bolsas. A revisitar umas tantas vezes mais!

Sem comentários:

Enviar um comentário