quinta-feira, 10 de julho de 2014

Curtas (XXXIV)

1.Lavradores de Feitoria e a Blogosfera
Estive há pouco mais de 1 semana numa apresentação e prova de alguns vinhos brancos dos Lavradores de Feitoria (LF), evento que ocorreu no Wine Bar & Terrace do Memmo Alfama Hotel, na Travessa das Merceeiras, um sítio de Lisboa que desconhecia. Mas, só pela vista do Tejo, vale a pena lá ir.
O convite para a Imprensa incluiu a Blogosfera. Foi mais um produtor que não se esqueceu que a crítica de vinhos não se esgota nos meios de comunicação social, especializados ou não.
A prova foi orientada pela Olga Martins, administradora e directora comercial dos LF, e pelo responsável da enologia, Paulo Ruão de seu nome. Foram-nos dado a provar o Três Bagos 2013, Sauvignon 2013, Rui Paula Riesling 2012 e o Colheita Tardia 2010.
Concentremo-nos neste último, uma novidade absoluta dos LF neste tipo de vinhos - com base na casta Sémillon (100%), vindimada em dezembro; presença de citrinos, notas de mel, alguma acidez e gordura, equilibrio e harmonia, volume de boca e final longo. Nota 18. Belíssima estreia, com apenas 700 produzidas e um PVP recomendado de 12 €. É comprar antes que esgote.
Mudando de assunto, já conheço a Olga há uns anos largos, tendo-a encontrado, pela primeira vez, no papel de estagiária da Niepoort. E foi o Dirk que nos apresentou. A partir daí, a Olga tem tido uma carreira fulgurante e assumido, desde muito nova, grandes responsabilidades. Recentemente foi a vencedora do Prémio Máxima Mulher de Negócios - Executiva do Ano 2013. A despropósito, é casada com o Jorge Moreira. Para quando um vinho feito pelos dois?
2.O Mundo Dos Vinhos
Um dos últimos episódios foi dedicado ao Vinho do Porto, tendo o autor passado pelo The Yeatman, Taylor's, Qtª do Crasto e Qtª Nova N.Srª do Carmo. Como é habitual provou alguns Vintage às cegas, tendo seleccionado 2, mas só descodificou um deles, o da Taylor's.
Acabou por perder tempo com a visita a um pequeno produtor, que vende uvas a uma das empresas de Vinho do Porto, mas que também faz um Porto caseiro (a avaliar pelas expressões do apresentador, devia ser uma boa zurrapa). Era escusado este folclore.
3.Casa de Pasto
Continua com uma gastronomia de alta qualidade e a crítica que lhe fiz em "Curtas (XXVI)" ponto "2.Casa de Pasto revisitada", publicada em 25/3/2014, não caíu em saco roto. Já têm, finalmente, copos novos!
Os enófilos exigentes já lá podem ir.


Sem comentários:

Enviar um comentário