sábado, 9 de agosto de 2014

Quadro de Honra de Vinhos Tintos

Comparado com o ponto de situação feito há 1 ano, agora temos mais 7 tintos, passando dos 123 de 2013 para os actuais 130, ou seja, um acréscimo de 5,4 %, muito inferior ao dos brancos. Desagregando:
1.Por Região
.Douro - 91 (70 % dos tintos)
.Dão - 6
.Douro/Dão - 1
.Bairrada/Beiras - 11
.Estremadura/Lisboa - 1
.Península de Setúbal - 1
.Alentejo - 10
.Estrangeiros - 9 (8 da Ribera del Duero)
Em conclusão, os vinhos tintos do Douro são, claramente, os meus preferidos. Mas seria injusto não referir também as Beiras (Dão e Bairrada) e o Alentejo.
2.Por ano de colheita
.década de 80 - 1
.década de 90 - 7
.2000 - 8
.2001 - 10
.2002 - 3
.2004 - 28 (21,5 % dos eleitos)
.2005 - 22 (16,9 %)
.2006 - 7
.2007 - 19 (14,6 %)
.2008 - 7
.2009 - 4
.2010 - 1
.2011 - 2
De referir que 2004 continua a ser o meu ano da década, o duo 2004/2005 pesa quase 40 % (38,4 %) e o trio 2004/2005/2007 é mais de metade do total (53 %).
Quanto ao ano 2011, considerado excepcional, considero pedofilia bebê-lo agora. Há que esperar, pelo menos, mais 2 anos.
3.Por produtor/marca
Com 4 referências ou mais, destacam-se:
.Qtª do Crasto - 16 (Vinha da Ponte 5, Maria Teresa 4, T.Nacional 5, Vinhas Velhas e Xisto 1 de cada)
.Niepoort - 11 e meio (Batuta 6, Charme 4, Robustus 1 e Doda 0,5)
.Qtª Vale Meão - 9
.Casa Ferreirinha - 8 (Barca Velha 3, Reserva Especial 3, Vinhas Velhas e Antónia Adelaide Ferreira 1 de cada)
.Qtª do Vallado - 7 (Reserva 4, Adelaide 2 e T.Nacional 1)
.Wine & Soul - 7 (Pintas 5 e Qtª da Manoella 2)
.Aalto - 7 (PS 4 e Colheita 3)
.Lavradores de Feitoria - 5  (Três Bagos Grande Escolha)
.Jorge Moreira - 4 (Poeira)
.Domingos Alves de Sousa - 4 (Abandonado 2, Vinha do Lordelo e Qtª da Gaivosa 1)
Seguem-se mais 25 produtores com 1, 2 ou 3 referências.
De salientar que 90 % dos produtores eleitos são do Douro e 40 % pertencem ao mediático grupo dos Douro Boys. Finalmente, tiro o meu chapéu à Qtª do Vale Meão, um dos raros produtores só com 1 referência.
4.Os melhores entre os melhores
Mantém-se a lista de 2013, com os tintos classificados com 19 pontos (ordem alfabética):
.Aalto PS 2001
.Barca Velha 1995, 1999 e 2004
.Pintas 2001
.Qtª do Crasto Vinha da Ponte 1998 e 2003 e T.Nacional 2001
.Qtª Vale Meão 2004
.Robustus 2004
.Três Bagos Grande Escolha 2004
Mantem-se o empate técnico entre a Casa Ferreirinha e a Qtª do Crasto. Quanto aos anos de colheita, o 2004 continua com a camisola amarela, logo seguido pelo 2001.

Sem comentários:

Enviar um comentário