terça-feira, 11 de novembro de 2014

Curtas (XLIII) : Descobre, Sem Dúvida e etc...

1.Descobre (R.Bartolomeu Dias, 65/69)
Já aqui referido umas tantas vezes, destaco a crónica publicada em 8/9/2014 "Descobre, mais uma vez". Nesta última visita, que calhou a uma 2ª feira, comi o prato do dia, um cabito no forno (13,50 €) de 5 estrelas. Também a sobremesa, figos em vinho tinto e gelado de baunilha (4 €), mereceu nota alta. Como aspecto menos simpático, o preço do couver (pão,azeite, manteiga e pasta de azeitonas) a chegar quase aos 5 € (4,90).
A conselho de uma das donas, bebi um copo de Qtª da Foz 2009 (4 €) - aroma complexo, especiado, notas de chocolate preto e tabaco, boa acidez, taninos domesticados e volume de boca; muito harmonioso e equilibrado. Uma boa "descoberta"! Nota 17,5+. Serviço de vinhos impecável, com a garrafa a vir à mesa e o vinho dado a provar num bom copo aferido a 15 cl.
Não me canso de o revisitar e, na primeira oportunidade, irei provar o cozido das 5ª feiras.
2.Sem Dúvida (R.Elias Garcia, 1)
Também já meu conhecido e objecto da crónica "O grupo dos 3 (16ª sessão)", publicada em 27/9/2011. Continua igual a si mesmo, muito clássico, apostando na cozinha tradicional, sem arriscar, com bom ambiente, serviço profissional (a garrafa veio à mesa e o vinho dado a provar), uma carta de vinhos extensa e com uma oferta a copo deveras alargada. Nesta última visita, inventariei 2 espumantes, 1 champanhe, 24 brancos, 24 tintos, 2 rosés, 3 colheitas tardias, 10 Portos e 4 Moscatéis, embora nem todos estivessem disponíveis. De qualquer modo, uma oferta a copo equiparada só a restaurantes de topo. Tiro-lhes o meu chapéu!
Bebi o tinto do Dão Qtª do Mondego (4,30 €) - frutos vermelhos, acidez equilibrada, especiado com notas de pimenta bem presentes, taninos redondos, volume de boca e final muito longo. Um perfil pouco Dão e mais internacional. Nota 17,5+.
Em resumo, um restaurante que aconselho aos enófilos.
3.Portas do Mar (Sítio Quatro Águas, Tavira)
Na minha última ida a Tavira, poisei no restaurante Portas do Mar, onde já não ia há muitos, muitos anos. É um clássico com boa e genuína cozinha tradicional algarvia, mas sem arriscar.
Surpreendeu-me a carta de vinhos, com algumas boas referências e vinhos da moda, constando o ano de colheita em todas as referências, o que é raro em restaurantes deste tipo. Lamentavelmente não apostaram no vinho a copo, limitando-se ao vinho da casa. Não tive a oportunidade de testar o serviço de vinhos.
Serviço na sala simpático, mas na cozinha uma lentidão exasperante. Quem estiver com alguma pressa, é melhor procurar outro.  

1 comentário:

  1. Boa tarde

    A wivini vem por este meio apresentar uma ideia“virgem”.

    A sofisticada matriz wivini, a melhor forma de descobrir vinhos com uma excelente relação qualidade/preço.
    Estamos ainda a enriquecer a matriz-wivini, juntando as cotações dos "críticos de referência" aos nossos produtos.
    Para que seja um sucesso a matriz-wivini, solicitamos que, após a vossa reflexão sobre a matriz-wivini, que a mesma seja publicitada no vosso prestigiado blog.

    Também gostávamos de receber da Vossa parte uma pequena colaboração com o envio para geral@wivini.com, de uma base de dados (em Excel) das pontuações por vós dada aos vinhos portugueses.

    Para mais esclarecimentos, por favor contactar Paulo Sousa, 917241333.

    ResponderEliminar