quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

2014 : na hora do balanço (VII) - as crónicas mais lidas

Com esta crónica, dedicada às mais lidas e aos países de origem (onde estarão os servidores?), dou por encerrado o balanço de 2014. Lamentavelmente, esta selecção é baseada na contagem acumulada, uma vez que o sistema não permite desagregar por anos, o que não faz sentido. Assinalei com * as entradas novas e pus entre () a posição em 2013. Também inclui as datas de publicação de cada uma das crónicas, para possibilitar a leitura por algum seguidor mais curioso.

.Crónicas mais lidas
1.Almoço na Maria Pimenta (22/8/2010) (1º lugar em 2013))
2.Mexilhões em Lisboa (4/11/2014) *
3.Pintas 2011 : será desta vez? (28/1/2014) *
4.Novos vinhos da Casa da Passarella (4/7/2013) (2º)
5.Novo Formato+ 13ª sessão (18/10/2013) (3º)
6.Júlia Vinagre : uma grande senhora (13/1/2012) (4º)
7.Prova de vinhos no Ritz com a Decanter (5/11/2013) (5º)
8.Almoço no deCastro (7/3/2014) *
9.Jantar Caves São João (3/4/2014) *
10.Dão à prova, mais uma vez (14/9/2013) (6º)
De notar que 8 das mais lidas são mais ou menos recentes (4 de 2013 e 4 de 2014), há uma de 2012 e a totalista destacada é de 2010, o que é dificil de entender, a não ser pelos comentários pró e contra o seu conteúdo. A propósito da crónica totalista, é interessante recordar o que publiquei em 18/12/2011, com o título "Maria Pimenta : o José Quitério deu-me razão".

.Países de origem
1.Portugal (1º lugar em 2013)
2.EUA (2º)
3.Alemanha (4º)
4.China *
5.Ucrânia (3º)
6.França (5º)
7.Rússia (6º)
8.Polónia *
9.Brasil (7º)
10.Reino Unido (8º)
Não entendo, de todo, a entrada fulgurante da China que, conjuntamente com a Polónia, atiraram para fora do podium a Espanha e a Indonésia. Alguém que me explique...

Sem comentários:

Enviar um comentário