terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Mercado da Ribeira : Monte Mar

Continuando a poisar nas segundas linhas, depois de ter passado pelos 5 chefes principais, vou abordar as minhas visitas ao espaço do Monte Mar - peixe e marisco do Guincho, que também já aderiu à louvável moda do disco electrónico, que se destina avisar os clientes que o repasto está pronto.
Numa 1ª vez escolhi o prato do dia (ou da semana? ou do mês?), uma dose avantajada de arroz de polvo com gambas, correcto mas sem fazer subir aos céus.
Para acompanhar este prato, optei por um copo do branco Terras d' Alter 2013 (2,50 €) - com base nas castas Síria, Arinto e Viognier; muito frutado, fresco e mineral, acidez no ponto, volume médio, mas final curto. Agradável, mas sem justificar a Medalha de Ouro obtida no Concurso Mundial de Bruxelas 2014. Nota 16.
A garrafa foi mostrada, o vinho não foi dado a provar, tendo sido servida uma quantidade generosa.
Numa outra visita, provei o creme de marisco (muito melhor que a dita sopa rica de peixe, aliás bem pobre, servida ali ao lado, no espaço do Sea Me) e um belíssimo recheio de sapateira, sem excesso de gordura, servido com pão torrado.
O vinho fui buscá-lo ao Bar da Odete, tendo escolhido o Muros Antigos Alvarinho 2013 (4 €) - aroma intenso, notas tropicais, presença de citrinos, boa acidez, elegância, alguma gordura e volume, bom final de boca. Nota 17.
A garrafa foi mostrada, o vinho dado a provar e servida uma quantidade generosa. Harmonizou bem com a comida.
Ainda houve espaço para uma sobremesa, uma óptima mousse de chocolate negro com medronho, obtida no espaço da Cozinha da Felicidade, já aqui anteriormente comentado.
Finalmente, o mercado continua desconfortável, nesta altura do ano, mas apesar disto, verifiquei uma presença significativa  de turistas, mas também dos indesejáveis pombos do Cais Sodré!
A terminar, o espaço do Vitor Claro está encerrado, mas o Miguel Laffan ainda não entrou.

Sem comentários:

Enviar um comentário