quinta-feira, 23 de abril de 2015

Rescaldo do Peixe em Lisboa

Lamentavelmente pouco usufruí desta última edição do Peixe em Lisboa. Só consegui participar uma única vez, o que é manifestamente insuficiente. Problemas de agenda de um reformado super ocupado!
Comecei por uma insípida "sopa rica de peixe e marisco" obtida no Pap' Açorda. Não fui feliz na escolha, azar o meu.
Esta minha má impressão ficou esquecida logo que degustei o "berbigão em arroz à Bulhão Pato e corvina crocante" elaborada no Flores do Bairro. Uma delícia!
Estes 2 pratos foram acompanhados pelo Qtª de Camarate Seco (2013? 2014?) - muito fresco e mineral, presença de citrinos, elegante e gastronómico, bom final de boca. Nota 16,5.
Terminei com uma surpreendente sobremesa "cone de tortilha de milho caramelizada, com hibiscus e recheio de mousse de abacate", concebida pelo restaurante mexicano Las Ficheras, um estreante nestas andanças.
Finalmente, a cereja em cima do bolo: o sempre excitante Moscatel Alambre 20 Anos, que não me canso de beber, já aqui referido diversas vezes. Nota 18,5.
Notei com apreço que cada vez há mais lugares sentados e à sombra, uma mais valia.
Em contrapartida, só havia senhas de 2, 5 e 8 €. Atendendo a que grande nº de pratos custava 8 €, não entendo que não houvesse senhas de 3 €, a fim de serem adicionadas às de 5 € pagas à entrada. À atenção do Duarte Calvão que, aliás, tem feito um excelente trabalho.
E, para o ano, há mais. Lá estarei!

Sem comentários:

Enviar um comentário