terça-feira, 16 de junho de 2015

Testando o serviço de vinhos... (III)

Mais alguns espaços de restauração, em Lisboa, avaliados essencialmente pela sua componente serviço de vinhos:
1.Servejaria (Praça dos Restauradores,64)
Optei pelo prato do dia (uma sofrível massa com tamboril e camarão) com direito a uma bebida, o qual ficou em 7,50 €, um preço bastante razoável, até porque o preço do vinho constava na carta a 3,80 €.
O vinho foi o branco Castelo d' Alba 2014 - muito frutado, fresco, correcto e descomplicado. Nota 15.
Apesar deste espaço ter um chefe de sala vestido a rigor, o serviço de vinhos parece ser da iniciativa de cada um dos empregados. No meu caso, o copo já veio servido e só me mostraram a garrafa a meu pedido. Já na mesa do lado, reparei que a garrafa veio à mesa. Não custava nada uniformizar o serviço de vinhos, penso eu.
2.Café Portugal (Rossio)
Este espaço pertence ao Hotel Story Rossio (há mais um outro na Baixa), com o restaurante propriamente dito no 1º andar e a esplanada, onde almocei, na rua.
Têm um menú do dia (12,50 €), com direito a couvert, sopa ou entrada, prato principal e uma bebida. Estava tudo com qualidade e o serviço foi eficiente e simpático, de tal modo que pude escolher o prato da carta, em vez do do dia, sem qualquer acréscimo no preço.
A única nota negativa foi a péssima qualidade do guardanapo de papel (no restaurante são de pano). O proprietário deve ter andado à procura do mais baratinho que havia no mercado!
Bebi, a copo, o vinho do menú, o branco Vinha do Monte 2014 - alguma fruta, acidez nos mínimos, simples e correcto, a cumprir a sua função. Nota 14,5+.
A garrafa foi mostrada e o vinho dado a provar, embora num copo manhoso (segundo me afirmaram, os copos no restaurante são melhores). Servido por 2 vezes, para não aquecer no copo, acabei por beber uma quantidade bem generosa.
3.A Commenda (Centro Cultural de Belém)
Podia ser a grande sala de visitas de Lisboa, mas não é. Já foi, no passado, um restaurante de referência. Uma pena, até porque, no tempo das Coisas do Arco do Vinho, vivemos lá grandes momentos. Ficaram os laços afectivos e as saudades de outros tempos.
Só têm 1 prato do dia (9,50 €?), nem sempre apetecível. Fomos para a carta e escolhemos pasteis de bacalhau e filetes de peixe, pratos razoáveis e bem apresentados.
Quanto a vinhos, a lista não é de grandes rasgos, as datas de colheita estão omissas e, a copo, só os da casa. Bebi um branco Portada 2013 (Regional Lisboa) que, embora correcto, não me ficou na memória.

Sem comentários:

Enviar um comentário