terça-feira, 14 de julho de 2015

No rescaldo da visita à Real Companhia Velha (I) : o Manjar do Marquês

A minha 1ª etapa, no âmbito da visita à Real Companhia Velha (RCV), organizada pela Garrafeira Néctar das Avenidas, terminou no restaurante Manjar do Marquês, já aqui referido por diversas vezes. A 1ª crónica dedicada a este restaurante "Almoço no Manjar do Marquês", publicada em 23/11/2010, define-o bem, acrescentando eu que tem mantido uma qualidade alta ao longo dos anos, tanto na gastronomia como no serviço.
Uma dose avantajada de uns belíssimos filetes de pescada com arroz de tomate, mais 4 pastéis de bacalhau, chegou perfeitamente para 2 pessoas. No final da refeição, avançou um leite creme queimado de 5 estrelas.
Bebeu-se, a copo, o branco Casa d' Alfafar Colheita Seleccionada 2013, um Regional Beira Atlântico (2,70 €) - com base nas castas Arinto e Fernão Pires; muito fresco e mineral, algum volume ; uma boa surpresa e excelente relação preço/qualidade. Nota 16,5.
A garrafa veio à mesa e o vinho dado a provar num bom copo Riedel (a propósito, na sala da direita, com capacidade para 160 manducantes, há copos Riedel para todos; quantos restaurantes em Portugal se podem gabar do mesmo?). Serviço profissional e simpático.
A meio da refeição veio à mesa a D.Lurdes (já com 83 anos, mas ainda orienta a cozinha!) e o filho Paulo Graça, a alma do negócio e já meu conhecido dos tempos das Coisas do Arco do Vinho (a neta também faz parte da equipa, são 3 gerações!).
Por oferta simpática do Paulo Graça, ainda provei:
.Hubert Lamy Saint-Aubin 1 er Cru 2012 - um branco da Borgonha, fresco e, simultaneamente, volumoso; gastronómico, acompanhou bem os filetes. Nota 17.
.Blandy Terrantez 1976 - frutos secos, vinagrinho, notas de brandy, apreciável volume e final longo e doce, a lembrar um Malvasia. A fechar o repasto, com o leite creme. Nota 18.
O Manjar do Marquês, um restaurante de cozinha tradicional a que se volta sempre com renovado prazer. Obrigado Paulo Graça!
continua...



Sem comentários:

Enviar um comentário