terça-feira, 11 de agosto de 2015

Quadro de Honra de Vinhos Tintos

1.Por Região
.Douro - 96 (70,1 % dos tintos)
.Dão - 6
.Douro/Dão - 1
.Bairrada/Beiras - 11
.Lisboa/Estremadura - 1
.Península de Setúbal - 3
.Alentejo - 10
.Estrangeiros - 9 (8 Ribera del Duero)
O meu gosto está claramente definido: Douro, Douro e mais Douro! Até nos estrangeiros, me fico pela Ribera del Duero, um prolongamento do Douro...
2.Por ano de colheita
.década de 80 - 1
.década de 90 - 7
.2000 - 8
.2001 - 10
.2002 - 3
.2003 - 11
.2004 - 28 (20,4 % dos tintos eleitos)
.2005 - 23 (16,8 %)
.2006 - 7
.2007 - 21 (15,3 %)
.2008 - 8
.2009 - 6
.2010 - 1
.2011 - 2
.2012 - 1
O ano 2004 continua a ser, para mim, o melhor da década, logo seguido pelo 2005 e 2007. Só estes 3 anos de eleição são mais de metade dos tintos eleitos (52,6 %).
Quanto às colheitas mais recentes, 2011 e 2012, consideradas excelentes, ainda é cedo para as consumir. Há que aguardar mais 2/3 anos.
3.Por produtor/marca
Com 5 referências ou mais:
.Qtª do Crasto - 16 (Vinha da Ponte 5, Maria Teresa 4, T.Nacional 5, Vinhas Velhas e Xisto 1 de cada)
.Niepoort - 13 (Batuta 6, Charme 4, Robustus 2 e Doda 1)
.Qtª Vale Meão - 9
.Casa Ferreirinha - 8 (Barca Velha 3, Reserva Especial 3, Vinhas Velhas e Antónia Adelaide Ferreira 1 de cada)
.Wine & Soul - 8 (Pintas 6 e Qtª da Moanoella 2)
.Qtª do Vallado - 7 (Reserva 4, Adelaide 2 e T.Nacional 1)
.Aalto - 7 (PS 4 e Colheita 3)
.Jorge Moreira - 6 (Poeira)
.Lavradores de Feitoria - 5 (Três Bagos Grande Escolha)
4.Os melhores entre os melhores
Não houve mais nenhum tinto a que tivesse atribuído 19 ou mais, mantendo-se a listagem de 2013 (por ordem alfabética). Com excepção do Aalto são todos do Douro:
.Aalto PS 2001 (Ribera del Duero)
.Barca Velha 1995, 1999 e 2004
.Pintas 2001
.Qtª do Crasto T.Nacional 2001
.Qtª do Crasto Vinha da Ponte 1998 e 2003
.Qtª Vale Meão 2004
.Robustus 2004
.Três Bagos Grande Escolha 2004

Sem comentários:

Enviar um comentário