terça-feira, 6 de outubro de 2015

Curtas (LXV) : revisitas e novos espaços

1.Noélia (Cabanas)
Já aqui referida em diversas crónicas, continua a praticar uma cozinha genuinamente algarvia e de alta qualidade.
No entanto e como no melhor pano cai a nódoa:
.o serviço deixa muito a desejar e não está à altura da gastronomia, embora numa revisita recente tivesse constatado que a postura de um novo empregado estava francamente acima do que era normal na Noélia;
.a carta de vinhos melhorou francamente, mas continua sem os anos de colheita;
.a copo só o da casa, o que é muito redutor;
.o couvert, reduzido aos mínimos, ou seja, uma quantidade para 1 ou, no máximo, 2 pessoas, foi-nos cobrado a 5,20 € (!?), isto é, 1,30 € vezes 4 pessoas (éramos 3 adultos e 3 crianças); que grande confusão!
2.In comum by Luis Santos (Sintra)
Esta aposta do ex-chefe do restaurante Tágide, é uma aposta ganha. Está normalmente lotado e convém marcar, até porque os turistas já o descobriram.
Por 9,50 €, tem-se direito a uma refeição completa (couvert, sopa/salada, peixe/carne, sobremesa e bebida). Dificilmente se encontra uma oferta melhor e com a garantia de qualidade gastronómica de um chefe já com provas dadas.
No entanto:
.a lista de vinhos é omissa quanto a anos de colheita;
.os vinhos tintos estão à temperatura ambiente, ou seja, nesta altura do ano, quentes;
.não se entende que um restaurante com qualidade e ambições, com 3 salas e capacidade para algumas dezenas de manducantes, tenha apenas 1 WC (como é que a Câmara autoriza uma coisa destas?).
3.Novos espaços (wine bares/restaurantes)
.Garrett 47 (R. Garrett, 47 - 1º andar)
Abriu há cerca de 1 mês, em pleno Chiado e com a parceria da Sogrape nos vinhos. Como curiosidade tem 3 menús regionais, a que chamam rotas, cada um deles composto por entrada, prato e sobremesa, com a sugestão de 3 vinhos da mesma região. De momento, estão contempladas as regiões Douro, Estremadura (embora com um vinho do Dão à mistura) e Alentejo.
Tenciono lá ir, na primeira oportunidade, até porque trabalha lá um filho de um meu amigo.
.Lagar do Cais (R. São Paulo, 27 ao Cais Sodré)
Aberto em Abril deste ano, veio reforçar a oferta de espaços de restauração nesta zona de Lisboa.
Tenho alguma curiosidade em avaliar a componente vínica (oferta a copo, temperaturas, copos, preços etc).

Sem comentários:

Enviar um comentário