quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Jantar de Vinhos João Brito e Cunha

Mais uma parceria da Garrafeira Néctar das Avenidas com o Hotel Real Palácio, sendo o convidado o enólogo João Brito e Cunha (JBC) que apresentou alguns dos vinhos da Qtª de São José (da qual é, também, o produtor) e da Qtª do Couquinho. No início da apresentação, o JBC referiu-se muito simpáticamente ao antigo projecto das Coisas do Arco do Vinho e seus mentores (o Juca e eu, que estávamos presentes). Muito obrigado pela parte que me toca!
Como bebida de boas vindas, foi servido o branco Flor de São José 2014, muito fresco, mineral e agradável, a cumprir da melhor maneira a sua missão. Seguiram-se:
.Qtª do Couquinho Superior 2013 - um branco com base na casta Gouveio; presença de citrinos, boa acidez, alguma gordura e volume; final médio e muito gastronómico. Nota 16,5+.
Acompanhou uma série de canapés, alguns dos quais já com os participantes sentados à mesa.
.Qtª do Couquinho 2012 - aroma frutado bem presente, ainda muito jóvem, acidez no ponto, notas florais e algum vegetal, ligeiramente especiado, taninos suaves, volume e final médios. Nota 17.
Não ligou com a entrada (Brás de legumes).
.Qtª de São José Reserva 2013, previamente decantado - Aroma contido, acidez equilibrada, complexo e especiado, taninos musculados mas sem agressividade, volume considerável e bom final de boca; ainda muito jovém, vai melhorar nos próximos 5/6 anos. Nota 18.
Fez companhia a umas bochechas de porco demasiado secas e um excelente risotto de cogumelos e espargos, que salvaram o prato.
.Flor de São José Reserva 2013 branco - fresco e mineral, presença de citrinos e notas florais, alguma gordura, bem estruturado e apreciável final de boca. É um notável branco de inverno. Nota 17,5+.
Devia acompanhar uma tábua de queijos, mas acabou de chegar à mesa já com os queijos degustados.
Finalmente, a fechar o jantar e já a uma hora tardia, chegou à mesa o melhor do menu, uma sobremesa apelidada de texturas de chocolate (brownie, mousse com fruta fresca e gelado do mesmo). Excelente!
Acompanhou com um Porto Vintage 2012.
Resumindo e concluindo: um belo lote de vinhos, mas que, desta vez, saiu prejudicado pelas falhas apontadas.

2 comentários:

  1. não sei se já disse isto por aqui, mas fiquei muito agradado com o novo touriga nacional do couquinho. um jovem de 2013 com muito para andar mas que com o parceiro certo a mesa fará maravilhas.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo comentário. Ainda não provei o TN, mas fiquei com vontade de o fazer.

    ResponderEliminar