terça-feira, 8 de dezembro de 2015

A Madeira em Lisboa

Como já tinha anunciado, a Madeira (Wine) veio até Lisboa apresentar as últimas novidades da Blandy, 1 Colheita que não convenceu e 5 Frasqueiras que deslumbraram. O evento decorreu numa das salas do Hotel Porto Bay Liberdade, tendo a "embaixada" sido presidida pelo respectivo CEO Christopher Blandy e orientada pelo seu enólogo Francisco Albuquerque, credenciado mundialmente e que dispensa apresentações.
Para além da distribuidora Portfólio, alguns pontos de venda (poucos) e de algum enófilo mais atrevido, o nosso núcleo duro dos Madeiras estava em força (8 presenças). Todos os vinhos apresentados foram acompanhados de belíssimos canapés, concebidos pelo chefe residente, de nome João Espírito Santo. As harmonizações estavam perfeitas, diga-se.
Depois deste intróito, vamos às novidades da Blandy, apresentadas pelo enólogo da casa:
.Colheita Malmsey 1999 - frutos secos, alguma acidez, notas de brandy, aguardente ainda muito presente a dominar o conjunto, volume e final médios. No ponto para enófilos não muito exigentes, era o de preço mais acessível. Nota 17.
.Bual 30 Anos - nariz intenso, frutos secos, vinagrinho, notas de iodo, algum volume e final longo. Elegante e muito equilibrado. Nota 18.
.Bual 1966 - aroma de média intensidade, frutos secos, acidez vibrante, notas de caril, boa arquitectura e final interminável. Engarrafado agora, com praticamente 40 anos, era o de preço mais elevado. Nota 18,5.
.Sercial 1975 - nariz contido, frutos secos, forte presença de iodo, acidez equilibrada, notas de brandy, taninos evidentes, volume e final longo e seco. Nota 18+.
.Terrantez 1977 - aroma intenso, frutos secos, vinagrinho, notas de iodo e caril, potência de boca e final longo; muito complexo, é um vinho impressionante que eu levaria para a tal ilha deserta! Nota 19.
.Verdelho 1979 - nariz exuberante, frutos secos, acidez vibrante, notas de iodo e caril, volume e final muito longo. Perfeito e muito versátil, podendo ser bebido no início ou no final da refeição. Nota 18,5+.
Mais uma grande sessão com vinhos da Madeira, a minha paixão. Obrigado, Francisco Albuquerque!

2 comentários:

  1. Muito Obrigado pela sua presença e Sábia crítica...Um Abraço

    ResponderEliminar
  2. Caríssimo Francisco Albuquerque,
    Obrigado pelo seu comentário à minha crónica. Sinto-me deveras honrado.
    Um abraço

    ResponderEliminar