terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Curtas (LXX) : ignorâncias, hamburgueres e novo espaço

1.Mais ignorantes a pegar no copo
Vejo na página 10 do Expresso  de 19 de Dezembro, uma fotografia cuja legenda dizia "Carlos César, António Costa e Ferro Rodrigues: a tríade socialista no Conselho de Estado brinda ao futuro". O actual 1º ministro, honra lhe seja feita, é o único que pega correctamente no copo. Os outros 2, evidenciando uma ignorância crassa nesta área de conhecimento, agarram o copo com a mão inteira, não fosse o recipiente fugir-lhes.
Já anteriormente (ver "Saber ou não saber...pegar no copo", crónica publicada em 14/2/2015, que remete para outras mais antigas) critiquei algumas figuras públicas, ou por não saberem pegar no copo [o ainda actual inquilino de Belém, mas também o Francisco Assis, Armando Vara e Manuel Vicente (presidente da Sonangol) ou, mais grave ainda, por serem uns boçais a beberem espumante directamente da garrafa (os euro deputados Nuno Melo e Paulo Rangel)].
2.O melhor hamburguer de Lisboa?
Li, já há algum tempo, na Time Out, que o melhor hamburguer de Lisboa era no Ground Burger (Av. António Augusto de Aguiar, 148A, bem próximo do Corte Inglês, nas antigas instalações da livraria Babel).
É mais uma boa hamburgueria a servir carne 100 % black angus, mas daí a ser a melhor vai algum exagero. Mas o que realmente marca a diferença é o pão, feito na casa e que vem parcialmente torrado. Uma delícia.
Acompanhei o hamburguer com um copo do branco Serros da Mina Viognier 2013, a 2ª marca do vinho Herdade das Barras (3,90 €) - aroma contido, algum citrino, gordo na boca, acidez nos mínimos, volume considerável e final médio. Nota 16,5.
Este branco, tipicamente de outouno/inverno, aguentou-se muito bem com a carne (teria preferido o tinto se estivesse com a temperatura controlada, o que não era o caso). O vinho já vinha servido num bom copo C & S e em quantidade generosa.
3.Um novo espaço em Belém
Abriu recentemente o Baco's Wine Lovers (Rua da Junqueira, 406-408), uma garrafeira wine bar. É um espaço agradável e muito bem decorado, sem cozinha (só servem tapas) e com uma oferta muito centrada no Alentejo e Setúbal (o dono é de Azeitão), estando o Douro pouco representado.

Sem comentários:

Enviar um comentário