quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Sala de Corte : mais um paraíso para os carnívoros

Depois de ter aconselhado o "Atalho Real : um paraíso para os carnívoros", em crónica publicada em 20/6/2015, tenho hoje mais uma sugestão para os indefectíveis da carne, a "Sala de Corte" (R.Ribeira Nova, 28 ao Cais do Sodré, praticamente nas traseiras do Mercado da Ribeira).
Como apostas da casa, aponto: cozinha aberta, mesas despojadas mas com guardanapos de pano e carnes servidas nas tradicioais tábuas de corte.
Após a degustação de um amuse bouche, simpática oferta deste espaço de restauração, comi um belíssimo bife da vazia (13,50 €), acompanhado por legumes grelhados pagos à parte (3,50 €), o que encarece desde logo a refeição (11,50 € no Atalho, com acompanhamentos incluídos).
Mas é no sector vínico que a Sala de Corte é imbatível, pois a carta de vinhos foi desenhada pelo escanção Rodolfo Tristão, logo a escolha tinha que ser mesmo boa. Os anos de colheita foram incluídos, mas os preços não são nada amigáveis, alguns mesmo demenciais (por exemplo, Pai Abel branco 85 €, Cartuxa Reserva 90 € e Duas Quintas Reserva 120 €!), mas isto não é culpa dele.
Inventariei 5 espumantes (1 a copo), 1 champanhe, 20 brancos (3), 3 rosés (1) e 63 tintos (5).
Optei pelo tinto Vale da Mata 2010 (5 €) - ainda com fruta, boa acidez, consistente e encorpado, notas especiadas, mas algo rústico. Nota 16,5+.
A garrafa veio à mesa e o vinho dado a provar num bom copo Schott, devidamente graduado com 15 cl e servido à temperatura correcta.
Resumindo e concluindo, gostei da componente vínica (apesar dos preços), mas quando me apetecer carne, vou ao Atalho.

4 comentários:

  1. Francisco,
    Conheço os dois e se pensarmos na Relação Qualidade-Preço, o Atalho dá uma tareia na Sala de Corte, ainda mais estando localizado numa das zonas mais "in" na cidade de Lisboa nos tempos que correm. Mas percebe-se a desproporção de preços da Sala de Corte pois faz parte dos mesmos donos da Delidelux.
    Abraço e continuação de boas crónicas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo,
      Obrigado pelo comentário. Estamos,pois, de acordo.
      Já agora, pode identificar-se?

      Eliminar
  2. Jantei lá depois de vir do EVS e, olhando aos preços do vinho e à quantidade de dito cujo que já tinha provado nessa noite, nem hesitámos: cerveja!

    ResponderEliminar