terça-feira, 14 de junho de 2016

Grupo dos 3 (51ª sessão) : um LBV travestido de Vintage

Mais uma sessão deste grupo de enófilos da linha dura, tendo o Juca levado os vinhos (1 branco, 2 tintos 2007 e 1 fortificado) e escolhido o mesmo restaurante da última sessão, o Guarda Real. Gastronomia à altura, embora sem grandes rasgos, serviço profissional, copos Schott e temperaturas correctas. Como é habitual, os vinhos foram provados às cegas, dando azo a algumas surpresas. Desfilaram:
.Vicentino Sauvignon Blanc 2014 (12,5 % vol e sub-título Vinhas da Costa Atlântica) - enologia de Bernardo Cabral, estagiou 6 meses antes de ser comercializado; algum citrino, notas vegetais com predominância de espargos típicos desta casta, alguma gordura e volume. Anteriormente, as uvas deste produtor iam para os vinhos Cortes de Cima. Nota 17.
Acompanhou torricado de camarão, pataniscas de bacalhau, peixinhos da horta e 3 tipos de queijo.
.Qtª do Sagrado Reserva (produtor Qtª da Foz, na altura pertença da família Calém) - com base na casta Touriga Nacional (90 %), foi vinificado em lagar e estagiou 18 meses em barricas de carvalho francês; ainda com fruta, notas de lagar, alguma acidez, taninos redondos, volume médio e final persistente. A consumir nos próximos 2/3 anos. Nota 17,5.
.Qtª do Vesúvio - estagiou 10 meses em madeira nova de carvalho francês; nariz discreto, notas metálicas e de couro, acidez equilibrada, taninos firmes, volume e final médios; uns furos abaixo de outras garrafas provadas anteriormente e um perfil que se afastou da respectiva região. Uma desilusão, a despachar rapidamente. Nota 17.
Estes 2 tintos acompanharm um naco de vaca com risotto de cogumelos.
.Warre LBV 1995 (engarrafado em 1999) - ainda cheio de fruta, acidez no ponto, taninos presentes mas civilizados, volume apreciável, final muito longo e doce. Bate-se à vontade com vintages de gama média. Uma bela surpresa e o vinho da tarde. Nota 18 (curiosamente a mesma nota que dei a 2 outras garrafas provadas há já algum tempo).
Fez companhia a pastéis de nata, mas teria ido melhor com os queijos servidos como entrada.
Obrigado Juca!

Sem comentários:

Enviar um comentário