quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Quadro de Honra (QH) de Vinhos do Porto

1.Por tipo
Em relação ao levantamento feito há 1 ano, este QH apenas foi acrescentado de 1 Porto Tawny de Idade (Ramos Pinto 30 Anos), passando a conter 43 eleitos (34,7 % dos fortificados e 10,9 do total), distribuindo-se do seguinte modo:
.Vintage - 10
.Colheitas - 20
.Tawnies de Idade (30 e 40 Anos) - 11
.Brancos Velhos - 2
O Porto Vintage está claramente em desvantagem, não só porque não tenho tido muitas ocasiões para os provar, como também o meu palato está mais virado para os tawnies (de Idade e Colheitas).
Aliás, nesse sentido, em 12/5/2015 publiquei a crónica "Porto Colheita versus Porto Vintage".
2.Por produtor/marca (com o mínimo de 4 referências)
.Krohn - 8 (Colheita 60, 61, 66, 67, 68, 78, Branco 64 e, ainda, o 30 Anos)
.Burmester - 6 (Colheita 20, 37, 44, 55, 81 e o Tordiz 40 Anos)
.Noval - 6 (Vintage 58 e 94, Colheita 37, 64, 71 e, ainda, o 40 Anos)
.Fonseca/Taylor's - 6 (Vintage Fonseca 2003, Fonseca Guimaraes 76, Taylor's 64, 94 e 2011 e, ainda, o 40 Anos)
.Barros - 4 (Colheita 35 e 74, 40 Anos e, ainda, o Branco Muito Velho)
De referir a marca Krohn, a melhor no estilo tawny, mas absorvida há já algum tempo pela Taylor's.
3.Os melhores entre os melhores
3.a. Com 19+
.Burmester Novidade 1920
3.b. Com 19
.Barros Colheita 35
.Burmester Colheita 37, 44 e 55
.Fonseca Guimaraes Vintage 76
.Krohn Colheita 61
.Noval Colheita 37 e 71
Neste ponto há que elogiar a Burmester, com 1/3 das referências, e o Vintage Fonseca Guimaraes, uma 2ª marca a ultrapassar as clássicas.

Sem comentários:

Enviar um comentário