quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Grupo dos 3 (52ª sessão) : brancos em alta no Bagos Chiado

Foi a 52ª prova cega com este núcleo duro, sendo da minha responsabilidade os vinhos (2 brancos de 2013, 1 tinto e 1 Porto) e a escolha do restaurante. Optei pelo Bagos Chiado, já aqui referido em "Curtas (LXXX)", cujo 1º ponto era dedicado ao regresso do chefe Henrique Mouro. Foi o 18º espaço de restauração escolhido por mim, até agora sempre diferentes, mas cada vez mais dificil encontrar restaurantes com boa gastronomia e serviço de vinhos, em simultâneo. Desfilaram:
.Niepoort Qtª de Baixo Vinhas Velhas - 93 pontos na revista do Parker; com base nas castas Bical e Maria Gomes; presença de citrinos, frescura e mineralidade, algum volume e bom final de boca; 11 % vol, equilibrio, elegância e complexidade. Uma grande surpresa vinda da Bairrada. Nota 18.
Acompanhou com uma saborosa entrada de lascas de leitão, queijo da ilha, laranja e agrião. Bela harmonização.
.Mapa Vinha dos Pais (uma das 1000 garrafas produzidas) - 18 valores na Revista de Vinhos; com base nas castas Rabigato, Viosinho Arinto e Gouveio a 450  metros de altitude, estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês; fruta madura, frutos secos, um toque de mel, acidez equilibrada, alguma gordura, madeira bem casada, acentuado volume e bom final de boca. Um grande branco do Douro que pouca gente conseguiu provar. Muito gastronómico. Nota 18,5 (noutra situação 18).
Casou bem com uma entrada de bacalhau com um excelente arroz de berbigão.
.Casa de Saima Garrafeira 2008 (engarrafado em 2012) - nariz contido, bela acidez, taninos evidentes e um pouco rugosos, algo rústico, volume médio e bom final de boca. Ainda muito jóvem há que esperar por ele mais 5/6 anos. Nota 17,5.
Maridou com chambão em vinho, cherovias e cenouras.
.Dalva Colheita 1985 (engarrafado em 2014) - 92 pontos na revista do Parker; belíssima acidez, frutos secos, iodo acentuado, notas de caril, taninos presentes, volume e final de boca interminável. Um perfil muito madeirense que pode enganar muito enófilo. Nota 18,5.
Boa gastronomia, boas harmonizações e serviço de sala e vinhos eficiente e simpático.

2 comentários: