quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Provar vinhos no CCB e no Ritz

O mês de Outubro foi fértil quanto à apresentação e provas de vinhos, tendo eu participado em:
1.Azeites e Vinhos do Alentejo (14 e 15 de Outubro)
Na tenda do CCB decorreu, mais uma vez, a grande prova de vinhos e azeites alentejanos, com organização da Essência do Vinho e apoio da CVR do Alentejo.
Tive a ocasião de provar 30 vinhos, sendo 19 brancos e 11 tintos, uma ínfima parte dos néctares presentes.
Quanto aos brancos provados, de um modo geral pouco interessantes, destaco o Herdade Grande Reserva 2014 e o Plansel Select Verdelho 2015.
Quanto a tintos, apesar de ter provado poucos, dava para perceber que estávamos em presença de vinhos mais interessantes. Destaco o Mouchão 2011, Reynolds Grande Reserva 2007 e Grou 2009 e, logo a seguir, o Rubrica 2013, Herdade das Servas Reserva Vinhas Velhas 2012, Procura 2013 e Selectio Tinta Grossa 2012.
De referir que a maioria dos tintos foram degustados a temperaturas acima do recomendável e que a prova decorreu, parte do tempo, debaixo de uma música ao vivo demasiado agressiva. Não havia necessidade!
2.Decante Vinhos (23 e 24 de Outubro)
No Hotel Ritz, também mais uma vez, teve lugar a apresentação do novo catálogo da distribuidora Decante Vinhos que muito prezo e com a qual tive as melhores relações profissionais e pessoais, quando do tempo das CAV.
Foi um evento muito mais interessante que o anterior, tendo conseguido provar 37 vinhos, sendo 29 tintos e 8 brancos.
Quanto a brancos, destaco o Qtª do Ameal Loureiro 2005 (a grande surpresa da prova) e o Soalheiro Alvarinho Reserva 2015, logo seguidos do Poeira 2014, Lacrau Garrafeira 2011 e Talentus Grande Escolha 2014.
Quanto a tintos, destaque para o Carrocel 2011, Passagem Grande Reserva 2009, Poeira Ímpar 2009, Pintas 2014, Qtª da Manoella Vinhas Velhas 2014 e Aalto PS2014. Logo a seguir o PAPE 2012, Passadouro Reserva 2014, Dona Maria Grande Reserva 2011, Zanbujeiro 2012, Vinha Paz Reserva 2011, Vinha Othon Reserva 2011, Incógnito 2012, Marquesa de Cadaval 2012, CH by Chocapalha 2012, Horácio Simões Grande Reserva 2013 e Mauro VS 2012.
Aqui não havia música aos gritos e a sala era mais ampla que nas sessões do passado.
Foi um prazer, esta prova!

Sem comentários:

Enviar um comentário