quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

A Qtª das Bageiras no 5º aniversário da Garrafeira Néctar das Avenidas

Mais um jantar vínico organizado pela Garrafeira Néctar das Avenidas, este com um sabor muito especial, pois se tratava de comemorar o seu 5º aniversário. Os meus parabéns ao João e à Sara Quintela e votos de uma vida longa à sua garrafeira.
Coube à Qtª das Bageiras, já aqui referida por diversas vezes, nomeadamente na crónica "Jantar Qtª das Bageiras" publicada em 12/6/2014, abrilhantar esta data, não só com os vinhos mas também com a presença do produtor Mário Sérgio Nuno que os apresentou.
O evento decorreu na Casa do Bacalhau, com o seu habitual serviço exemplar de vinhos, com estes a chegarem à mesa sempre antes da comida, o que nem sempre acontece noutros espaços de restauração.
Desfilaram:
.Espumante Qtª das Bageiras 2014 Rosé, a cumprir a sua missão de bebida de boas vindas e a acompanhar pastéis e pataniscas de bacalhau.
.Avô Fausto 2015 Branco (lançamento) - com base na casta Maria Gomes, passou por madeira usada; nariz discreto, fruta de caroço, boa acidez, notas amanteigadas, volume e final de boca consideráveis. Gastronómico e austero, bem longe dos brancos muito frutados e fáceis de beber. Nota 17,5+.
Fez-se acompanhar por um arroz de línguas de bacalhau (com sal acima do habitual).
.Avô Fausto 2013 Tinto (lançamento) - nariz austero, fruta vermelha, acidez no ponto, notas vegetais, taninos ainda por domar, volume e final médios. Algo rústico e pouco harmonioso. Ainda muito jóvem, precisa de tempo para crescer. Nota 15,5.
Acompanhou com uma feijoada de sames (com sal abaixo do habitual).
.Qtª das Bageiras Garrafeira 2011 - com base em vinhas de mais de 100 anos; aroma intenso, fruta preta, acidez equilibrada, alguma especiaria, taninos presentes mas civilizados, volume assinalável e final de boca extenso. Um bom exemplar da casta Baga, ainda com muito tempo à sua frente, pode esperar mais 8/10 anos. Nota 18.
.Qtª das Bageiras Reserva 1994 - ainda com a cor muito carregada, fruta presente, acidez q.b., taninos ainda por domar, algum volume e final de boca. Os anos não passaram por ele! Nota 17.
Estes 2 tintos maridaram muito bem com bochechas de vitela e puré de batata.
.Qtª das Bageiras Abafado 2004 - frutos secos, alguma acidez e gordura, volume e final médios. Desinteressante. Nota 15,5.
Acompanhou sericaia com ameixa de Elvas.
Foi ainda servida a Aguardente Vínica Velha que não provei.
E, para o ano, espero comemorar mais um aniversário da Néctar das Avenidas!

Sem comentários:

Enviar um comentário