sábado, 17 de dezembro de 2016

Curtas (LXXXII) : o BOCA, o António Zambujo e uma nova garrafeira

1.BOCA, a última garrafa
Já mencionei este emblemático vinho por diversas vezes, com destaque para "Novo Formato+ (...) : o BOCA na maior...", crónica publicada em 31/7/2014. Volto, agora, a falar dele pois a minha última garrafa, simpática oferta do meu amigo Juca, foi-se...
Mais, aguentou-se perfeitamente ao lado do Vallado Touriga Nacional 2008 que obteve 94 pontos no Parker e 95 na Wine Spectator. É obra!
2.Periquita António Zambujo
Participei, recentemente, na apresentação desta edição especial António Zambujo 2014, no restaurante bar By the Wine da José Maria da Fonseca, pelo enólogo Domingos Soares Franco, contando com a presença do conceituado músico.
O evento começou com a degustação do Domingos Soares Franco Viognier 2015, a cumprir muito bem o seu papel de bebida de boas vindas e como companhia inicial de uma tábua de enchidos e queijos.
Seguiu-se o Periquita António Zambujo - com base nas castas Castelão (50%), Touriga Nacional (33%) e Touriga Franca (17%), estagiou 8 meses em madeira nova e usada de carvalho francês e americano; aroma fino e intenso, acidez no ponto, especiado, taninos domesticados, volume considerável e final de boca adocicado e com algum comprimento. Uma boa surpresa de um vinho que se impõe por  si próprio, independentemente do protagonismo das pessoas envolvidas. Nota 17,5+.
No final da sessão, foi oferecido a cada participante 1 garrafa e 1 CD com músicas do António Zambujo.
3.Mais uma garrafeira
Abriu no espaço do bar Tapas 47 (ex-Charcutaria Lisboa, Rua do Alecrim 47) a Garrafeira Imperial, com uma boa selecção de vinhos (excepto fortificados que são uma minoria) e preços muito simpáticos.

Sem comentários:

Enviar um comentário