terça-feira, 28 de março de 2017

Jantar Tiago Cabaço

Mais um jantar vínico organizado pela Garrafeira Néctar das Avenidas, desta vez com vinhos do produtor/enólogo Tiago Cabaço que estava presente e os apresentou aos participantes. O repasto teve lugar no Lisboète, um dos espaços de restauração da minha preferência, com o chefe Walter Blazevic inspiradíssimo.
Na sala, a Mariana Monte que fazia anos nessa data, o que provocou que o final do jantar tivesse deslizado para o dia seguinte. Não fora isso, o ritmo de serviço teria sido o adequado. De resto, os vinhos, com excepção do último tinto, foram chegando à mesa antes da comida.
Quanto aos beberes e comeres, desfilaram:
..Com Premium 2016 - com base na casta Antão Vaz; presença de citrinos, notas vegetais, acidez no ponto, correcto e descomprometido, não fica na memória. Nota 15.
Acompanhou mousse de tamboril com legumes.
.Tiago Cabaço Encruzado 2015 - aroma intenso, fresco e frutado, acidez equlibrada, notas amanteigadas, volume e final de boca médios, gastronómico. Uma casta improvável no Alentejo, mas que se portou muito bem. Nota 16,5+.
Maridou com um excelente aveludado de bacalhau.
.Tiago Cabaço Vinhas Velhas 2015 branco - nariz austero, fruta madura, alguma acidez e gordura, volume e final de boca adocicado. Muito gastronómico. Nota 16,5.
Harmonizou bem com uma trilogia de peixe.
.Tiago Cabaço Alicante Bouschet 2013 - aromático, muita fruta preta e vermelha, excelente acidez, notas especiadas, taninos evidentes, volume e final de boca médios. Pede um prato de forno. Foi o tinto que mais me impressionou. Nota 17,5+.
Passou por cima do folhado de cogumelos.
.Blog 2012 (Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah) em garrafa de 5 litros e Blog 2012 (Alicante Bouschet e Syrah) - nariz intenso, acidez equilibrada, taninos dóceis, volume e final de boca médios, distinguindo-se o primeiro pela presença de notas mais florais que lhe dá a Touriga. Nota 17,5 (para ambos).
Acompanharam um saboroso pato (mas demasiado al dente) com puré de batata.
.BD Open Minds branco doce - uma curiosidade pouco interessante. Prova-se e esquece-se de imediato. Não havia necessidade...
Em conclusão, mais um evento interessante, com algumas boas surpresas, um chefe à altura e a dona de parabens.

Sem comentários:

Enviar um comentário