sábado, 1 de julho de 2017

Paralelo 45 : uma aposta vínica falhada

Tinha muita curiosidade em conhecer este Paralelo 45 (R. Castilho, 27B), cujo sub-título é Wine Lounge & Delicatessen, aberto em finais de 2016 e já altamente badalado numa série de revistas, sites e comentários de embevecidos clientes.
A aposta nos vinhos é fortíssima, a começar pelo nome. Paralelo 45 significa a linha de latitude ideal para a plantação de vinhas. Tem uma boa selecção de vinhos portugueses, mas também alguns franceses, italianos e de outros países.
Inventariei 4 espumantes (2 a copo), 3 champanhes (1), 1 Prosecco (1), 26 brancos (8), 32 tintos (9), 4 rosés (3) e 9 fortificados (5 Porto e 4 Madeira, mas zero Moscatéis), oferta mais que suficiente.
No entanto tem 2 falhanços incompreensíveis e lamentáveis, para quem aposta nos vinhos.
1º falhanço: os anos de colheita estão omissos.
2º falhanço: os tintos estão à temperatura ambiente.
Em relação a este último, o empregado ainda tentou dar-me a volta, dizendo que as temperaturas eram aceitáveis. Para provar a sua afirmação foi buscar um termómetro eléctrico, mas que não funcionou por falta de pilhas! Acabou por ser o 3º falhanço.
Este espaço tem, pelo menos à hora do almoço, um menú com direito a entrada ou sopa, prato, bebida e café, a troco de 14 €.
O vinho a copo foi o Vinha da Foz 2015 - fresco e mineral, acídulo, volume e final médios. Nota 15,5. Optei pelo branco, pois o tinto estava quente.
A garrafa veio à mesa e o vinho dado a provar em copo razoável.
A sala está bem decorada e o espaço é requintado, embora com toalhetes e guardanapos de papel, uma contradição. O serviço, eficiente e simpático, está reduzido aos mínimos, com uma empregada sénior atrás de um balcão e um único empregado (muito jóvem e inexperiente) na sala. Em caso de eventual enchente, deve ser o caos.
Faço votos para que os falhanços apontados sejam corrigidos, pois o espaço merece-o.

Sem comentários:

Enviar um comentário