terça-feira, 18 de julho de 2017

Soberba by Igor Martinho : um dia para esquecer

Embalado pela crítica gastronómica e pelo prestígio do Igor Martinho, chefe cozinheiro do ano em 2009, rumei ao Soberba arrastando comigo a minha companheira e um casal de amigos que gostam de comer e beber com qualidade. A respectiva reserva, que incluia um desconto de 30 % (bebidas à parte), foi feita através da plataforma The Fork.
Em má hora o fiz, pois correu quase tudo mal.
A carta normal não estava disponível, ficando a clientela "obrigada" a comer o menú do dia. Fiquei sem saber exactamente porquê, pois 2 dos empregados deram-me razões diferentes. A minha vontade foi zarpar dali, mas já passava das 13h30 e não tinha qualquer alternativa ali próximo. Mais, o menú de almoço poderia ter algumas propostas interessantes, entre os diversos pratos da autoria do chefe. Mas não. Salmão, frango, carapaus (a entrada também era com carapaus!) e bifanas eram as apostas do Soberba. Francamente, encontro melhor em qualquer tasca de Lisboa e arredores!
O restaurante está pessimamente localizado, a sala é ampla, mas ruidosa e com a música de fundo demasiado alta. Mesas bem aparelhadas, mas com guardanapos de papel, uma contradição.
Quanto à componente vínica, a lista é interessante e com alguma originalidade e preços decentes, os copos são bons e têm armários térmicos para controlo de temperaturas. Serviço eficiente e simpático.
Escolhemos o branco Olho no Pé Grande Reserva Vinhas Velhas 2011, um vinho que gosto particularmente. Azar, o vinho estava demasiado oxidado e imbebível. Veio uma 2ª garrafa, também ela oxidada, mas nos limites do bebível. Para não levantar mais problemas, foi aceite embora com alguma relutância. Sugeri ao empregado que retirassem o vinho da lista e pedissem ao produtor que o trocasse por outra colheita. Consultado hoje o site do Soberba, o vinho em causa ainda lá consta. Francamente...
Finalmente, a factura que veio para a mesa era muito confusa, pois aparecia um desconto que, só em casa, percebi que era falso, pois o preço do menú foi ampliado (dos 12,90 € da tabela, passaram para mais de 16 €). Feita a reclamação ao The Fork, acabei de ser compensado através da minha conta de cliente assíduo. Uma sentença salomónica!
Enquanto me lembrar do sucedido, Soberba by Igor Martinho nunca mais!

Sem comentários:

Enviar um comentário